Justiça suspende demissões de 36 funcionários da Codeca em Caxias - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Repercussão06/07/2018 | 11h37Atualizada em 06/07/2018 | 12h49

Justiça suspende demissões de 36 funcionários da Codeca em Caxias

Trabalhadores foram desligados na segunda-feira após Samae não renovar contrato com companhia

Justiça suspende demissões de 36 funcionários da Codeca em Caxias Aline Ecker / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Aline Ecker / Agência RBS / Agência RBS

A Justiça do Trabalho determinou, na manhã desta sexta-feira, a suspensão do desligamento de 36 funcionários da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca). Os trabalhadores foram  demitidos na última segunda-feira. No despacho, a juíza titular da 3ª Vara do Trabalho, Ana Júlia Fazenda Nunes, ordenou o retorno dos servidores por entender que o desligamento se tratou de demissão em massa, sem qualquer prévia negociação coletiva. 

Leia mais
Governo municipal enfrenta grandes desgastes em Caxias
Funcionários demitidos da Codeca protestam em Caxias do Sul
Situação financeira da Codeca deverá ser esclarecida na Câmara de Vereadores de Caxias

A Codeca alegou que o desligamento foi necessário porque o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) rescindiu o contrato firmado para prestação de serviços para reparação das redes de água. Os colaboradores integravam o Departamento de Construção Civil da Codeca e eram cedidos para o Samae para desenvolver funções de servente, auxiliar geral, encanador e pedreiro.  

Os sindicatos dos Trabalhadores Rodoviários, dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação (Sindilimp) e da Construção Civil foram os responsáveis pela ação em defesa dos funcionários.

— O despacho da juíza determina suspensão imediata (das demissões), sob pena de multa de R$ 10 mil por dia — explica o advogado dos funcionários Leonir José Taufe.

Contraponto

A assessoria de imprensa da Codeca informou que a diretora-presidente recebeu a notificação no final da manhã desta sexta-feira. A liminar está sob análise do jurídico da companhia que ainda não definiu se irá recorrer da decisão. 

A Justiça também determinou que Codeca, Samae e o município compareçam a uma audiência para explicar as demissões. A reunião ocorre no dia 10 a partir das 9h na 4ª Vara do Trabalho.

Leia também
Assaltos a ônibus em Caxias do Sul caem quase 40% no primeiro semestre
Instituto Leonardo Murialdo exclui padre investigado por pornografia infantil
Bancos fecham às 13h nesta sexta-feira
Campanha para prevenir o consumo de bebidas na adolescência começa na próxima semana, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros