Homem morto em incêndio em estofaria em Caxias é identificado - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Confirmação11/07/2018 | 09h36Atualizada em 11/07/2018 | 14h30

Homem morto em incêndio em estofaria em Caxias é identificado

Família de vítima foi comunicada na terça-feira. Velório ocorre na tarde desta quarta e será reservado a familiares

Homem morto em incêndio em estofaria em Caxias é identificado Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Após mais de um mês de aflição por parte da família, Antônio Sérgio Borges da Silva, 75 anos, foi confirmado como a vítima do incêndio que atingiu um casarão na divisa entre os bairros Rio Branco e São Pelegrino, em Caxias do Sul, na noite de 27 de maio. 

A identificação foi possível via resultado de exame de DNA devido ao alto grau de carbonização que o corpo foi encontrado após o incidente. O material genético foi analisado pelo Setor de Genética Forense, no Departamento de Perícias Laboratoriais do Instituto-Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre.

Leia mais
Vizinhos de casarão incendiado lembram com saudades de personagem icônico do bairro Rio Branco, em Caxias do Sul
Locatário de casarão incendiado de Caxias lamenta perda de estofaria e desaparecimento de amigo 

Embora a confirmação represente o fim de apreensão por parte de familiares, segundo a filha única da vítima, Joelma Ribeiro da Silva, mesmo um mês depois, havia expectativa de que o corpo não fosse de seu pai:

— A gente tinha ainda esperança de que ele tivesse se assustado e fugido. Infelizmente não foi o que aconteceu. Mas, pelo menos vamos poder velar ele — comenta.

Ela, no entanto, ressalta que a identificação representa apenas uma etapa das investigações e promete continuar cobrando esclarecimento do fato.

— Não vai ficar assim, vamos descobrir qual foi a causa da morte e cobrar da polícia que encontre o culpado — ressalta Joelma.

Há cerca de dois anos, Antônio Sérgio Borges da Silva residia em um dos quartos do local, onde funcionava uma estofaria e uma pensão. Conhecido como Cabreira, ele era um personagem icônico entre a vizinhança e pessoas que passavam pela região e o viam frequentemente tomando chimarrão no canteiro central em frente à estofaria ao lado do seu cão Max — que não foi encontrado após o incêndio. 

O velório de despedida de Antônio Sérgio Borges da Silva ocorre na tarde desta quarta-feira e será reservado a familiares. O sepultamento acontece no Cemitério São Romédio.

Leia também
Mobilização quer dar um basta nas mortes, agressões e abusos sexuais contra as mulheres em Vacaria
Diálogo entre diferentes setores possibilitou abertura de serviços para acolher vítimas ameaçadas por companheiros em Vacaria
Quem são as vítimas de agressões e assassinatos em Vacaria


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros