Funcionários demitidos da Codeca protestam em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Manifestação03/07/2018 | 07h28Atualizada em 03/07/2018 | 08h48

Funcionários demitidos da Codeca protestam em Caxias do Sul

A coleta de lixo e a pavimentação das ruas devem sofrer atrasos

Funcionários demitidos da Codeca protestam em Caxias do Sul Cristiano Lemos/Agencia RBS
Foto: Cristiano Lemos / Agencia RBS

 Os trabalhadores demitidos e parte dos  funcionários da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca) protestam na manhã desta terça-feira trancando a garagem da empresa, na zona norte de Caxias do Sul. A manifestação começou por volta das 5h30min. O motivo é a demissão de 36 funcionários que estavam cedidos para o  Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). A rescisão ocorreu na manhã de segunda-feira.  A coleta de lixo, que normalmente inicia às 6h15min, e a pavimentação das ruas, com equipes saindo às 7h30min, sofreram atrasos já que os caminhões começaram a deixar o pátio apenas às 7h45min. 

Leia mais
Codeca demite 36 funcionários em Caxias 

Os colaboradores demitidos integravam o Departamento de Construção Civil da Codeca e eram cedidos para o Samae para desenvolver funções de servente, auxiliar geral, encanador e pedreiro. Segundo o presidente do Sindicato da Construção Civil, Antônio Olirio, os trabalhadores realizarão uma assembleia por volta das 7h em frente a Codeca e, logo após, irão para a Câmara  de Vereadores. Eles devem ocupar a tribuna  do plenário por volta das 8h30mim para tratar do assunto.  

Também está marcado para às 11h desta terça-feira uma reunião na sede do sindicato para discutir a situação dos funcionários. Eles discutirão se vão entrar com uma ação coletiva na Justiça. 

Claiton Luís Machado, um dos funcionários demitidos, disse que na sexta-feira os trabalhadores questionaram a chefia sobre o risco de demissão e teriam sido informados que o contrato estava em fase de renovação. Ao chegar para trabalhar na segunda-feira, eles foram encaminhados para o auditório da Codeca onde ocorreram as demissões. 

O que diz a Codeca

Após três reuniões para reavaliar custos e buscar renegociação, realizadas durante o mês de junho, o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e a Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca) rescindiram o contrato de prestação de serviços para consertos de rede. O valor da mão de obra foi apontado pela contratante como fator determinante à revogação.

A Companhia contava com 40 funcionários cedidos na autarquia para desenvolver atividades de serventes, auxiliares gerais, encanadores e pedreiros. Alguns deles serão remanejados para outros setores na Codeca, obedecendo questões trabalhistas, a exemplo da estabilidade. 

Leia também
Escadaria da cascata do Parque do Caracol, em Canela, segue interditada e sem previsão para abertura
Liminar traz alívio para famílias que residem em lotes que pertencem a banco em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros