Empresa não define se prosseguirá com a ideia de servir marmitas para merendeiras em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Polêmica05/07/2018 | 16h37Atualizada em 05/07/2018 | 19h26

Empresa não define se prosseguirá com a ideia de servir marmitas para merendeiras em Caxias do Sul

Reunião entre representantes de prestadora de serviços ocorreu nesta quinta-feira com Smed, sindicato da categoria e vereadores

Empresa não define se prosseguirá com a ideia de servir marmitas para merendeiras em Caxias do Sul Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Na última segunda-feira, trabalhadoras protestaram na frente da Secretaria Municipal da Educação Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

CORREÇÃO: a P.R.M. Serviços e Mão de Obra Especializada Eireli ainda não definiu como vai fornecer a alimentação para as merendeiras da rede municipal. A informação incorreta permaneceu publicada entre 16h37min e 19h05min desta quinta-feira (5).

Representantes da P.R.M. Serviços e Mão de Obra Especializada Eireli ainda não informaram se a empresa vai desistir da polêmica ideia de fornecer marmitas para as merendeiras que prestam serviço nas escolas municipais de Caxias do Sul. Com isso, não está definido se as trabalhadoras receberão novamente o vale-alimentação creditado em cartão ou as marmitas como havia sido comunicado na semana passada.

Durante reunião nesta quinta-feira com a Secretaria Municipal da Educação (Smed), o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação (Sindilimp) e com integrantes da Comissão de Educação da Câmara de Vereadores, os representantes da empresa disseram que levariam a questão para a direção em São Paulo.

Na semana passada, a P.R.M. havia comunicado que o benefício de R$ 16 ao dia pago às merendeiras seria substituído por viandas. Indignadas com a mudança, as trabalhadoras protestaram na manhã da última segunda-feira em frente à sede da Secretaria Municipal da Educação (Smed).

As merendeiras haviam recebido o último benefício na sexta-feira, dia 29 de junho, pois a ideia era entregar as marmitas já na semana seguinte. Nesta quinta-feira, a P.R.M. informou que pretende avaliar juridicamente a questão. 

Leia mais
Merendeiras protestam contra mudança em benefício de alimentação em Caxias
Vale-alimentação de merendeiras será trocado por marmitas em Caxias

A reunião também serviu para esclarecer a insalubridade das merendeiras, item que estava atrelado ao repasse dos créditos do vale-alimentação. Segundo o Sindilimp, para vencer a concorrência e assumir a prestação de serviço nas escolas de Caxias, a empresa teria reduzido os valores e não incluiu a insalubridade. Com menos recursos, a P.R.M. teria optado por cortar os gastos com a alimentação das funcionárias como forma de pagar o adicional exigido por convenção trabalhista da categoria.

_ Caso não resolvam, vamos convocar uma assembleia com as trabalhadoras para decidir o que fazer _ anunciou o presidente do Sindilimp, Henrique Silva.

A reportagem não conseguiu contato com representantes da P.R.M e nem com a Secretaria Municipal da Educação (Smed).

Leia também
"Bandidos estavam com um armamento muito mais poderoso", afirma morador de Jaquirana
Gás de cozinha em Caxias ainda pode ser encontrado sem aumento de preço


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros