Daer vai contratar empresa para realizar a gestão ambiental da Rota do Sol - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Estrada 19/07/2018 | 15h40Atualizada em 19/07/2018 | 15h40

Daer vai contratar empresa para realizar a gestão ambiental da Rota do Sol

Entre as ações estão vistorias periódicas e monitoramento da fauna

Daer vai contratar empresa para realizar a gestão ambiental da Rota do Sol Roni Rigon/Agencia RBS
Área monitorada inclui região de Itati, onde estão as lombadas eletrônicas Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A gestão ambiental da Rota do Sol vai ficar a cargo de uma empresa que será contratada pelo Daer. O trabalho vai se concentrar desde as áreas de proteção ambiental do distrito de Tainhas, em São Francisco de Paula, até o viaduto com a BR-101, em Terra de Areia, ao longo de 53,5 quilômetros. A licitação para a contratação do serviço foi lançada no início do mês.

Entre as ações a serem realizadas pela empresa vencedora está a realização de programas de monitoramento de fauna e de comunicação social. O trabalho consiste em verificar continuamente a população, o deslocamento e comportamento das espécies, além da contagem de animais atropelados. Também estão previstas ações de divulgação junto aos moradores das proximidades.

A gestão ambiental inclui ainda vistorias semanais que podem ser mais frequentes em períodos de implantação de programas ambientais ou em campanhas de monitoramento. Todos os dados deverão constar em relatórios a serem encaminhados ao Daer e podem ser acompanhados de sugestões para reduzir o impacto do trânsito no meio ambiente.

A medida faz parte de um termo de compromisso firmado entre Daer e Ibama para a obtenção da Licença de Operação da Rota do Sol, emitida em 2014. O acordo prevê ainda a implantação de Plano de Gerenciamento de Riscos, Plano de Ação e Emergência e Programa de Redução de Passivos Ambientais. Estes últimos planos não precisam ser executados pela empresa contratada, mas ela será responsável pela supervisão. O contrato com a empresa selecionada será de um ano, podendo ser renovado por, no máximo, cinco anos, e custo previsto é de R$ 727,7 mil.

O contrato de gestão ambiental dará sequência ao monitoramento da rodovia iniciado no fim de 2017 com um estudo de comportamento da fauna em Itati. O levantamento foi realizado para identificar as espécies e o comportamento delas, e desenvolver meios de impedir o atropelamento de animais. Entre as medidas definidas preliminarmente está a instalação de telas e passagens aéreas para a fauna. Outra medida prevista para a Rota do Sol é a construção de dois postos do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) para agilizar o atendimento de acidentes.

Leia também:
Sem consenso, convenção coletiva dos metalúrgicos chega à 7ª rodada de negociação
Vinhos da Serra são protagonistas do MasterChef Brasil

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros