Caxias do Sul registra oito casos de vítimas de gripe A  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Saúde05/07/2018 | 21h19Atualizada em 05/07/2018 | 21h19

Caxias do Sul registra oito casos de vítimas de gripe A 

Na Serra, três óbitos ocorreram em Flores da Cunha, em Gramado e Canela. 

Caxias do Sul registra oito casos de vítimas de gripe A  Rafaela Martins/Agencia RBS
Foto: Rafaela Martins / Agencia RBS

A vacinação contra a influenza (gripe A) tornou-se ainda mais importante diante de um cenário crescente de pacientes com a doença confirmados no Estado e na Serra. Até 30 de junho, 16 casos de gripe A foram diagnosticados em sete municípios da região. Os três óbitos da Serra ocorreram em Flores da Cunha, em Gramado e Canela. 

Caxias contabiliza oito casos de gripe A desde o início do ano. Além da cepa H1N1, outra ramificação do vírus, o H3N2, também apareceu por aqui, mas em menor escala: são dois casos confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde. No entanto, há pelo menos outras duas pessoas internadas em unidades de tratamento intensivo (UTIs) de hospitais em estado grave. A principal suspeita é que as vítimas, um homem e uma mulher com cerca de 40 anos e que não haviam sido vacinados, estejam contaminados pelo H3N2. 

O vírus já circula pelo país há alguns anos e pode ser tão grave quanto o H1N1. As vacinas aplicadas tanto na rede pública quanto na particular, são trivalentes e protegem destas ramificações e do subgrupo da gripe B.

– O que difere a gravidade do vírus é a condição que está seu hospedeiro, ou seja, o doente. Tudo depende de como o vírus vai responder diante da imunidade de cada vítima. Há casos graves de H1N1, H2N3, vírus do subgrupo B. É importante lembrar que quem está vacinado não está impedido de ficar gripado, mas terá mais defesa diante do vírus – explica o pneumologista Luiz Carlos Corrêa da Silva, que atua no Hospital Santa Casa, de Porto Alegre. 

Ainda que a campanha de vacinação na rede privada já tenha se encerrado em clínicas consultadas pelo Pioneiro, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que ainda há doses disponíveis nas unidades básicas de saúde (UBS) de Caxias do Sul. Quem não conseguir acesso à vacinação, deve redobrar os cuidados para manter-se mais saudável e forte diante do vírus (veja quadro acima).

Em Caxias, a campanha de vacinação imunizou 76,86% do público-alvo. As doses excedentes são disponibilizadas à população desde 15 de junho. Neste ano, 24 pessoas já foram hospitalizadas em UTIs em Caxias com síndrome respiratória aguda grave, sendo dois por influenza A H3 (gripe sazonal), dois por influenza H1N1 e seis por vírus sincicial respiratório. 

Outros 12 casos aguardam confirmação de exames, interpretados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen).

OS CASOS

:: Foram identificados casos de gripe A em Bento Gonçalves (3), Cambará do Sul (1), Canela (1), Caxias do Sul (8), Feliz (1), Gramado (1) e Monte Alegre dos Campos (1). 

:: As três mortes na região ocorreram nos municípios de Gramado, Canela e Flores da Cunha (já em julho).

:: Não há mais doses disponíveis nos laboratórios Alfa, Central de Vacinas da Unimed, Fátima Saúde e Círculo Saúde. Como a campanha já está encerrada, não há previsão de retomada da vacinação.

REDOBRE OS CUIDADOS

:: Higienizar as mãos com frequência.

:: Utilizar lenço descartável para higiene nasal.

:: Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.

:: Higienizar as mãos após tossir ou espirrar.

:: Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca.

:: Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

:: Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social.

:: Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração.

:: Evitar visitas a hospitais.

:: Ventilar os ambientes.

 Leia mais
Investigado por pornografia infantil, padre descumpre ordem judicial e tem contato com crianças
"Não consideramos irregular", diz padre sobre contato de investigado por pornografia infantil com crianças
Apesar de proibição, Pároco admite que padre investigado celebra missas em capela onde circulam crianças em Fazenda Souza
"Se chega uma criança na Igreja, ele tem que sair correndo?", diz vigário-geral sobre padre investigado por pornografia infantil
"É algo absurdamente inexistente", defende-se padre de Caxias investigado por armazenar pornografia infantil
Rede de ensino pede desculpas à comunidade por caso de padre investigado por pornografia infantil 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros