Buracos na Rota do Sol em Caxias causam transtornos aos motoristas - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Após chuva10/07/2018 | 11h16

Buracos na Rota do Sol em Caxias causam transtornos aos motoristas

Pelo menos dez carros tiveram pneus avariados na manhã desta terça-feira

Buracos na Rota do Sol em Caxias causam transtornos aos motoristas Cristiano Lemos/Agência RBS
Chuva abriu novos buracos no trecho urbano da Rota do Sol Foto: Cristiano Lemos / Agência RBS

A chuva dos últimos dias trouxe à tona um antigo problema para os motoristas que trafegam pela RS-122, no trecho urbano da Rota do Sol, em Caxias do Sul. A reportagem de GaúchaZH constatou dez motoristas com avarias em seus carros entre as 7h15min e as 8h desta terça-feira (10) . Em um trecho de aproximadamente 17 quilômetros, entre o Viaduto Torto e a BR-116, a reportagem identificou cerca de 20 pontos com problemas na rodovia.

O representante comercial de Novo Hamburgo Paulo Ricardo da Silva, que usa a Rota do Sol ao menos duas vezes por semana, teve dois pneus estourados em um buraco nas proximidades do Km 74, na localidade de São Giácomo. Ele se deslocava no sentido Farroupilha a Caxias do Sul e não teve tempo de desviar. Conforme Silva, na semana passada, este buraco não existia. Como no local não há acostamento, ele precisou rodar com os pneus furados até conseguir parar e avaliar os estragos.

— Eu estourei os dois pneus, a roda dianteira e ainda vou precisar avaliar a suspensão do carro. Quando parei, havia pelo menos mais seis carros com o mesmo problema neste local. Eu passo por aqui duas vezes por semana, é um buraco muito grande, muito perigoso, ainda mais por não ter onde parar — relata.

Reportagem contabilizou pelo menos 10 carros com pneus estourados por buracos na manhã da terça-feira (10), no trecho urbano da Rota do Sol, em Caxias do Sul.
Motoristas de pararam no acostamento da Rota do Sol para trocar pneus na manhã desta terça-feira (10)Foto: Cristiano Lemos / Agência RBS

O segmento de maior problema no trecho percorrido está entre o Viaduto Torto e a entrada do bairro Santa Fé. No trecho seguinte em que a reportagem esteve presente, não havia buracos ou desníveis. No começou deste ano, a rodovia passou por uma recuperação. 

Conforme o diretor-geral do Daer, Rogério Uberti, as equipes estão prontas para trabalhar no trecho entre a Codeca e o Viaduto Torto, mas necessitam de pelo menos dois dias sem chuvas. Em contato pela manhã, Uberti não informou o tempo previsto de duração dos trabalhos.

Leia também
Voges descumpre pagamento de aluguel e cronograma de desocupação de complexo da Maesa, em Caxias
Vírus H1N1 da gripe voltou com força neste ano
Terça-feira inicia com chuva na Serra 
Receita Federal abre consulta ao segundo lote da restituição do IRPF 2018

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros