Bebês e crianças internados no HG em Caxias recebem doações  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Solidariedade 20/07/2018 | 08h53Atualizada em 20/07/2018 | 09h07

Bebês e crianças internados no HG em Caxias recebem doações 

Grupo De Bem com a Vida entregou 300 peças à instituição

Bebês e crianças internados no HG em Caxias recebem doações  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Fazer o bem ajuda a superar a dor, vencer o medo, esquecer a tristeza e colecionar sorrisos. Assim, as integrantes do grupo De Bem com a Vida resumem os encontros realizados uma vez por semana nas unidades básicas de saúde (UBSs) dos bairros Cruzeiro e Bela Vista. 

Nos encontros alegres e descontraídos, agentes comunitárias de saúde, enfermeiras e funcionários das unidades básicas de saúde (UBSs) e moradoras das comunidade produzem kits de roupas de lã, pijamas, abrigos e edredons para doar aos bebês e crianças internadas no Hospital Geral. 

Trezentas peças foram entregues nesta quinta-feira e fizeram a alegria dos pequenos e dos pais, que não escondiam a emoção ao ver os filhos receber os mimos. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 19/07/2018 - Roupas que serão doadas para crianças internadas no hospital Geral foram entregues. NA FOTO: Alicia  Araldi de Andrade - 2 meses, filha de Carolina Mesquita Araldi, 23 anos . (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

— Ela está uma boneca. Muito linda a minha bebê _ emociona-se a mãe Carolina Mesquista Araldi, 23 anos, ao ver a pequena Alícia Araldi de Andrade, dois meses. 

A menina tem bronquiolite e está internada para tratamento. Carolina encantou-se com o kit de manta, casaquinho e sapatinho que a pequena ganhou:

— Fazer o bem ao próximo é uma iniciativa maravilhosa —  elogia.

Para o auxiliar de manutenção Roberto Cabral, 48, esses momentos são essenciais para famílias que, como a dele, passam mais tempo no hospital do que em casa. Ele é pai de Rafael, quatro anos, que nasceu com displasia pulmonar e ao longo dos anos tem recaídas durante o inverno. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 19/07/2018 - Roupas que serão doadas para crianças internadas no hospital Geral foram entregues. NA FOTO: Roberto Cabral, 48 anos,e o filho Rafael Cabral, 4 anos. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

— É um ato de bondade, e para quem está aqui com as crianças, essas ações são fundamentais — resume.

A gerente operacional do Hospital Geral, Gicela Borloluz, ressalta que para a instituição as doações e o empenho da comunidade contribuem para o bem-estar dos pacientes:

—  Graças ao trabalho voluntário, pacientes e familiares que precisam dessas doações são contemplados no hospital. Passamos a ver o paciente como um todo e temos muitos itens doados desde um sabonete a roupas e brinquedos. Os grupos chegam até aqui para acompanhar as entregas, e temos um controle interno para que as doações cheguem àqueles que mais precisam.

Os polvos de crochê, que começaram a ser usados no país no ano passado, também foram produzidos pelo grupo De Bem com a Vida para serem colocados nas incubadoras junto às UTIs, facilitando a recuperação e crescimento de bebês prematuros.

No ano passado, o HG recebeu 2.720 fraldas, roupas e produtos de higiene, contemplando 2.226 pacientes e suas famílias.

"Superei a depressão", diz voluntária 

Agente comunitária da UBS do bairro Cruzeiro, Fátima Ramos conta que as doações são realizadas duas vezes por ano e a produção ocorre semanalmente, às quintas-feiras. Ela lembra que alguns itens para a produção são comprados pelas próprias voluntárias: 

— A ideia era tirar as mulheres de faixa etária dos 55 aos 70 anos de casa para se reunirem ao menos uma vez por semana para confraternizar e produzir kits de roupas para bebês e crianças que estão no hospital. Funcionou, porque hoje nos reunimos e os momentos de confraternização fazem bem a todas —  afirma. 

A aposentada Elenice Freitas Sakszewski, 55, foi convidada pela cunhada Neide Freitas, que é agente comunitária, a participar do grupo. Ela conta que os encontros a ajudaram a superar uma depressão.

— Passava muito tempo em casa e quando nos encontramos, faz muito bem. Tenho amigas, conversamos, rimos. Superei a depressão por estar aqui, fazendo o bem aos outros. Não tenho tempo de pensar em besteiras _ destaca. 

Para Sueli Giacomelli, outra participante, o grupo significa também aprendizado:

— A cada semana aprendo algo novo. Sabia o básico do crochê e hoje sei fazer outras técnicas. Pensar em encontrar um dos bebês vestido com as peças me emociona.

O gerente das UBSs, Rodrigo Moraes, conta que hoje o grupo conta com a participação de 22 mulheres dos grupos de terceira idade que doam material e tempo: 

—  É um ato de entrega e de amor que transforma vidas.

Este é o quarto ano que o grupo ajuda o Hospital Geral. Quem se interessar em colaborar, pode procurar as UBSs Cruzeiro, pelo fone (54) 3901-1211, ou Bela Vista, no (54) 3901-1321. 

Leia também:
Escolas tentam impedir redução de pagamentos de vagas do município em Caxias
Crânios são retirados de túmulos em cemitério do interior de Caxias do Sul
Caxias já registra cinco mortes por gripe A neste ano






 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros