Obras de UBSs dos bairros Reolon e São Vicente estão mais perto do fim - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Saúde18/06/2018 | 11h23Atualizada em 18/06/2018 | 11h24

Obras de UBSs dos bairros Reolon e São Vicente estão mais perto do fim

Unidades básicas são referência para mais de 12,5 mil moradores

Obras de UBSs dos bairros Reolon e São Vicente estão mais perto do fim Felipe Nyland / Agência RBS/Agência RBS
UBS do Bairro Reolon em fase de obras durante abril de 2018 Foto: Felipe Nyland / Agência RBS / Agência RBS

A entrega de duas novas unidades básicas de saúde (UBSs) em Caxias do Sul deve qualificar o atendimento de saúde nos bairros São Vicente e Reolon. A previsão da Secretaria Municipal do Planejamento (Seplam) é que as obras sejam entregues no final deste mês, ou no mais tardar, na metade de julho. 

Leia mais
Caxias do Sul tem déficit de 3,6 mil consultas por semana
Prefeito de Caxias do Sul apresenta obras para 2018

A UBS do São Vicente, no complexo do Jardelino Ramos, foi erguida em frente do prédio atual, que não tem mais condições de receber os pacientes porque é pequena. A unidade é referência para 5 mil pacientes. O investimento é de R$ 1,02 milhão, e a obra está em fase de conclusão. A situação é a mesma no Reolon. 

Com investimento de R$ 1,06 milhão, o novo posto de saúde substituirá o prédio atual, na Rua Assis Rodrigues de Lima. A unidade é uma exigência federal devido ao projeto Rota Nova, que tirou moradores das margens da Rota do Sol e os levou para condomínios populares no loteamento Mattioda, na região do Reolon. Atualmente, o posto de saúde tem capacidade para atender mensalmente 7,5 mil pacientes. 

Na unidade do Reolon, a ideia é colocar três equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF) para dar conta da demanda. Já na UBS do São Vicente, a equipe que irá atuar no posto de saúde é a mesma que já trabalha no bairro.  

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a compra de móveis sob medida para equipar as novas UBSs depende do edital de licitação, que está em fase de elaboração. A aquisição dos eletrodomésticos e móveis prontos está em fase de pré-licitação, aguardando cadastro dos produtos na Central de Licitações (Cenlic). Enquanto isso,  equipamentos e móveis hospitalares já foram licitados e estão na última fase de avaliação das amostras. 

Este é o mesmo trâmite que está em andamento em relação a UBS do Cristo Redentor. As chaves do prédio naquela comunidade foram entregues ao município em julho do ano passado, data em que a obra foi concluída. No entanto, o postinho ainda não abriu as portas. 

A demora motivou um pedido de informações do Ministério Público para esclarecer porque o local ainda não está atendendo à população. A promotora Adriana Chesani solicitou ao município um cronograma de ações e informações sobre o quadro médico que irá atuar na UBS.

Leia também
Novas turmas já têm professores para iniciar aulas no Ensino Fundamental em Caxias
Quarto pedido de impeachment contra Daniel Guerra irrita presidente da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul
Homem vai a júri por morte de adolescente em 2016, em Caxias do Sul
Obras entre Santa Lúcia e Sebastopol começam nesta segunda-feira

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros