Educação foi a área que recebeu mais investimentos em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

De olho nos gastos26/06/2018 | 07h00Atualizada em 26/06/2018 | 07h00

Educação foi a área que recebeu mais investimentos em Caxias do Sul

Contudo, ainda faltam verbas para reformas e ampliações

Educação foi a área que recebeu mais investimentos em Caxias do Sul Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Escola Cidade Nova foi inaugurada neste ano Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Os dados do Portal da Transparência confirmam que a educação foi a área com mais incremento de recursos públicos em Caxias do Sul. Na comparação direta da execução orçamentária de 2016 com a de 2017, o município gastou R$ 21,46 milhões a mais. Para este ano, a projeção é ainda maior: a pasta prevê um gasto total de R$ 401 milhões, ou R$ 29 milhões a mais em relação a 2017 e R$ 51 milhões a mais do que em 2016.

O acréscimo orçamentário no ano passado e a projeção de aumento de recursos para 2018 poderiam indicar mais investimentos, mas a realidade trazida pelo Portal da Transparência não aponta um grande impacto no cotidiano da rede municipal e das comunidades atendidas. A medida que tem efetivamente a mão da gestão de Daniel Guerra foram as compras de vagas para a educação infantil em 2017, em parte para atender às crescentes ordens judiciais de matrícula de crianças em escolinhas. O restante dos valores a mais no orçamento da Secretaria Municipal da Educação (Smed) no ano passado, em geral, foram para suprir os gastos com a folha de pagamento de servidores e da previdência social. 

Poucas obras que poderiam melhorar a infraestrutura e o acesso das crianças e adolescentes saíram do papel. Até agora, a administração conseguiu inaugurar a Escola Municipal Cidade Nova, na Zona Oeste, e concluir a ampliação da Escola Municipal Sete de Setembro, no São Luiz da 6ª Légua, projetos que eram uma continuidade da gestão anterior do município.

A lista de colégios que clamam por reformas e ampliações é grande _ no ano passado, levantamento apontou que 20 prédios da rede municipal necessitavam de reparos de importância. O sucateamento dos imóveis da Smed não é culpa da atual gestão, mas espera-se que a partir deste segundo semestre os investimentos sejam de fato mais visíveis na Smed, uma vez que os discursos do prefeito indiquem que o setor é prioridade. Na semana passada, Guerra autorizou a construção da Escola Municipal de Ensino Fundamental San Gennaro, no valor de R$ 5,46 milhões, para beneficiar moradores do Residencial Rota Nova, na Zona Oeste, e a construção da quadra poliesportiva do loteamento São Bernardo, na Zona Norte, ao custo de R$ 410 mil. Ainda não há previsão da divulgação de novos projetos. 

Infográfico sobre gastos na Educação em Caxias do Sul
Foto: Arte Pioneiro / Agência RBS


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros