Comissão da Maesa, em Caxias, vai definir modelo de edital para estudo arquitetônico de ocupação - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Patrimônio Histórico25/06/2018 | 14h18Atualizada em 25/06/2018 | 14h18

Comissão da Maesa, em Caxias, vai definir modelo de edital para estudo arquitetônico de ocupação

Primeiro encontro do grupo ocorreu neste mês

Comissão da Maesa, em Caxias, vai definir modelo de edital para estudo arquitetônico de ocupação Roni Rigon/Agencia RBS
Ocupação do complexo conta, por enquanto, apenas com a Divisão de Proteção ao Patrimônio Histórico e Cultural e um posto da Guarda Municipal Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

As próximas reuniões da comissão encarregada da ocupação do prédio da antiga Maesa, em Caxias do Sul, definirão o modelo de edital do estudo arquitetônico para a utilização do espaço. O secretário da Cultura, Joelmir da Silva Neto, assegura que os itens já definidos pela comissão anterior, na gestão do ex-prefeito Alceu Barbosa Velho, serão mantidos.

— Todo esse plano de intenções foi definido pela primeira comissão. O que talvez tenha que ser feito é alguma adequação da estrutura do prédio, dependendo do que o estudo apontar — explica.

Entre os itens previstos, estão um mercado público, teatro, cinema, espaço para o acervo de artes plásticas do município, entre outros. O secretário afirma que algum desses serviços só não se instalará caso seja inviável do ponto de vista estrutural, mas o objetivo é não retirar o que já está previsto no plano de intenções.

O prédio também vai abrigar estruturas de secretarias, como a de Segurança Pública, que está em um processo mais avançado porque já tem uma área prevista. Nesse caso, ainda é aguardado o lançamento de uma licitação para adaptações da estrutura, incluindo instalação de redes hidráulica e elétrica. A localização fica na parte da rua Plácido de Castro, entre as ruas Pedro Tomasi e Vereador Mário Pezzi.

Conforme Neto, a comissão só retomou as reuniões neste mês porque houve uma demora para fazer o contato com as entidades integrantes do grupo e também porque algumas só indicaram seus representantes em maio. Ele diz que, quando assumiu a pasta em novembro do ano passado, já estava próximo o período de férias de verão, e os contatos foram retomados em março. Ainda assim, segundo ele, algumas entidades demoraram para responder.

A primeira reunião ocorreu em 11 de junho e a próxima está prevista para esta semana, em data ainda não definida. Em princípio, a comissão se reunirá na última semana de cada mês.

Segundo o secretário, a reunião de retomada da comissão teve a apresentação dos novos membros. A próxima será para atualizar todos os integrantes a respeito do plano de intenções e alinhamento dos próximos passos que serão tomados. Ainda não será nessa reunião, conforme ele, que será definido o modelo para o edital do estudo arquitetônico. Neto projeta que isso necessitará ainda de mais uma ou duas reuniões. Embora os encontros ordinários estejam previstos para ocorrer mensalmente, reuniões extraordinárias também poderão ser marcadas.

Uma das hipóteses para o projeto arquitetônico é a realização de um concurso de arquitetos. Para a ocupação, uma das possibilidades é a realização de parcerias público-privadas, mas não foram definidos detalhes sobre a forma em que ocorreriam.

Leia também
Homem encontra corpo caído em pátio de residência em Caxias
Vereador questiona atuação na UPA Zona Norte, em Caxias
Concursos públicos oferecem vagas com salários de até 22,6 mil no Rio Grande do Sul
Câmara de Bento vota hoje recurso que pede criação de CPI do Plano Diretor 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros