Identificado mais um foco do Aedes aegypti em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro
 

Saúde02/05/2018 | 10h36Atualizada em 02/05/2018 | 10h36

Identificado mais um foco do Aedes aegypti em Caxias do Sul

Larvas foram encontradas dentro de um pneu no bairro Nossa Senhora da Saúde

Identificado mais um foco do Aedes aegypti em Caxias do Sul Salmo Duarte/Agencia RBS
Em 2018, seis cidades entraram para a lista dos municípios da infestados pelo mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS
Pioneiro

Um novo foco do mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus foi encontrado por agentes vigilância ambiental em Caxias do Sul. Desta vez, as larvas foram encontradas no bairro Nossa Senhora da Saúde, dentro de um pneu, em um ponto estratégico. Este é o segundo foco encontrado no bairro. Com esse caso, sobe para 12 o número total de focos identificados neste ano em Caxias do Sul.

Em 2018, seis cidades entraram para a lista dos municípios da infestados pelo mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus na Serra Gaúcha. São elas: Antônio Prado, Paraí, Nova Bassano, Nova Prata, Nova Petrópolis e Carlos Barbosa. Com isso, chegou a 13 o número de cidades com essa classificação na região. No ano passado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Garibaldi, Guaporé, Veranópolis e Nova Araçá já eram considerados infestados pelo Aedes aegypti. 

Um dos fatores que pode influenciar na proliferação do mosquito é o calor prolongado aliado a períodos intercalados de sol e chuva de que Caxias do Sul foi alvo durante praticamente todo o mês de abril. Porém, mesmo agora, com a chegada de temperaturas mais amenas, é essencial não descuidar de pneus, baldes ou qualquer local com água parada que possa ser estratégico para a criação de larvas.

Visando a eliminação de criadouros do inseto, os agentes de endemias devem inspecionar residências, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais e industriais localizados em um raio de 200 a 300 metros a partir do foco identificado no bairro. Anteriormente, outros criadouros do Aedes aegypti já tinham sido identificados: cinco no bairro Planalto e também outros nos bairros Pioneiro, São Caetano, Cânyon, Cidade Nova e Rio Branco.

Leia também
São Francisco de Paula sedia o Festival Gastronômico da Batata 
INSS convoca 3 mil gaúchos: saiba se o seu nome está na lista
Não declarou o Imposto de Renda? Saiba o que fazer agora
Aumenta a entrega do Imposto de Renda em Caxias do Sul e municípios da região
"São barris de pólvora prestes a explodir", diz especialista sobre presídios interditados na Serra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros