Coleta de lixo em Caxias é mantida até terça-feira - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros28/05/2018 | 08h44Atualizada em 28/05/2018 | 09h04

Coleta de lixo em Caxias é mantida até terça-feira

A situação pode ser reavaliada até o fim do dia

Coleta de lixo em Caxias é mantida até terça-feira Hiram Fros/Divulgação
Os bairros mais afetados são Centro, Rio Branco, São Leopoldo e Esplanada Foto: Hiram Fros / Divulgação
Pioneiro

A coleta de lixo foi retomada na madrugada desta segunda-feira em Caxias do Sul. Em operação extra, servidores trabalharam até por volta das 6h recolhendo resíduos, com atenção especial para a coleta do orgânico. De acordo com a Codeca, a previsão é que o combustível dure até a coleta da madrugada de terça-feira, mas a situação pode ser reavaliada até o fim do dia de hoje. 

— Se conseguirmos trazer carga da refinaria (localizada em Canoas), manteremos a coleta durante toda a semana. Mas se não for possível, a situação é mais complicada — afirma Amarilda Bortolotto, diretora-presidente da Codeca.

Leia mais
Visate opera com 50% da frota em Caxias. Sem combustível, ônibus devem parar de circular na quarta
Manifestações de caminhoneiros ocorrem em 22 pontos das rodovias da Serra
Caxias do Sul decreta situação de emergência

Na madrugada desta segunda, os caminhões da Codeca saíram com normalidade das garagens e realizaram a coleta em diversos pontos da cidade, principalmente na área central. A coleta do lixo seletivo está sendo realizada em segundo plano. A orientação é que a população mantenha a maior parte dos resíduos secos dentro de casa provisoriamente. 

Segundo Amarilda, nesta segunda-feira todo o resíduo orgânico que estava em aterro foi deslocado para a Cadeia Produtiva da Reciclagem (CPR). A Codeca estima que cerca de 550 toneladas de lixo orgânico e seletivo deixaram de ser recolhidas em dois períodos na sexta-feira, dia 25, e no sábado, dia 26, feriado de Nossa Senhora de Caravaggio, em Caxias do Sul. Na sexta, os caminhões da Codeca foram impedidos de deixar o pátio da empresa por manifestantes que apoiam à greve dos caminhoneiros.

Os bairros mais afetados são Centro, Rio Branco, São Leopoldo e Esplanada. O acúmulo também foi percebido no São José, Santa Catarina e Pio X.

Leia também
Corpo carbonizado é encontrado após incêndio de casarão histórico em Caxias
Plataforma digital de Caxias conquista o aval da ONU
Mulher é morta com tiro na cabeça em casa, em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros