Abastecimento a veículos oficiais é retomado em posto de Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Greve dos caminhoneiros29/05/2018 | 11h46Atualizada em 29/05/2018 | 12h15

Abastecimento a veículos oficiais é retomado em posto de Caxias do Sul

Serviço chegou a ser interrompido, mas foi retomado perto do meio-dia

Abastecimento a veículos oficiais é retomado em posto de Caxias do Sul Aline Ecker / Agência RBS/Agência RBS
Clientes em busca de combustível ocuparam o pátio do posto Foto: Aline Ecker / Agência RBS / Agência RBS

O abastecimento de veículos oficiais foi retomado no fim da manhã desta terça-feira no posto da Avenida Rossetti, no bairro Santa Catarina, em Caxias do Sul. Desde a noite de segunda, o local abastecia veículos oficiais de órgãos públicos e ambulâncias. Até as 10h30min, 67 tanques foram abastecidos. 

No fim desta manhã, clientes em busca de combustível deixaram os veículos estacionados e ocuparam o pátio do posto. Temendo pela segurança, os responsáveis pelo posto e a Brigada Militar presente no local decidiram interromper o abastecimento. O serviço retomou depois.

Leia mais
Brigada Militar trabalha para liberar ainda nesta terça combustível que já chegou a Caxias
Manifestantes continuam mobilizados na frente de concessionária que guarda caminhões-tanque em Caxias
Caminhão com 45 mil litros de gasolina deve abastecer posto do bairro Cinquentenário, em Caxias do Sul

O clima ficou tenso porque os clientes cobram que a gasolina seja liberada. A autônomo Juarez Schiavo chegou ao posto , por volta das 6h30min, desta terça-feira. Ele precisa abastecer o veículo para trabalhar:

— Apoio a greve até certo ponto, mas agora já estão exagerando. Também precisamos trabalhar. Já cancelei entregas, mas preciso vender e entregar produtos. Tem que liberar a gasolina.

Um dos representantes dos caminhoneiros, que prefere se identificar apenas como Douglas, ressalta que a liberação para veículos oficiais é pelo bem da população.

— Não vamos deixar a cidade sem segurança e ambulâncias. Liberamos porque essa luta é de todos. Uma parte da população não está entendendo e cria um certo atrito. Nós seguimos mobilizados e precisamos de apoio. Não é aqui (no pátio do posto) que vamos resolver. Tem que ter diálogo para definir o abastecimento dos demais veículos.

O local está proibido de comercializar combustível. 

Leia também:
Manifestantes continuam mobilizados  na frente de concessionária que guarda caminhões-tanque em Caxias
Posto de combustível do bairro Cinquentenário recebe gasolina, em Caxias do Sul
Visate recebe carga de diesel e pretende ampliar horários, em Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros