Para onde Caxias cresce: Sul não deve avançar muito nos próximos anos - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Zona Urbana28/04/2018 | 08h00Atualizada em 28/04/2018 | 12h26

Para onde Caxias cresce: Sul não deve avançar muito nos próximos anos

Topografia acidentada é um dos fatores que pode travar expansão

Para onde Caxias cresce: Sul não deve avançar muito nos próximos anos Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Há dois fatores que não colocam a Zona Sul como uma região que poderá crescer significativamente no futuro. Um deles é a ocupação desordenada que ocorreu a partir dos anos 1980. A área no entorno do Aeroporto Hugo Cantergiani, por exemplo, está saturada e parte é ocupada por loteamentos irregulares, que surgiram sem planejamento nos anos 2000. A topografia acidentada no entorno dos bairros Villa-Lobos e Galópolis é outra situação que pesa contra o avanço de casas e empresas.

Leia mais
Revisão do Plano Diretor propõe a redução da área urbana de Caxias do Sul
Crescimento do Norte traz apreensão
Por que o Oeste é a região onde a expansão deve ser maior?
Proposta de redução do perímetro urbano não deve impedir expansão de Caxias do Sul

Só três novos loteamentos foram aprovados nos últimos dois anos na Secretaria do Urbanismo. Por outro lado, o setor imobiliário vê possibilidades na região de Nossa Senhora das Graças devido ao projeto do terceiro anel viário de Caxias do Sul, estrada que contornaria o interior de Caxias do Sul, começando nas imediações do Campus 8 da Universidade de Caxias do Sul (UCS), na ERS-122, e encontraria a BR-116 no Santa Corona e a Rota do Sol (RSC-453) em Santo Homo Bom, totalizando um trajeto de 50 quilômetros ao redor da zona urbana de Caxias. 

— Dentro deste contexto, a Terceira Légua ainda é área a ser explorada — diz Fernando Reis.

ÚLTIMO CENSO DEMOGRÁFICO:  52.621 habitantes na Zona Sul (em 2010)


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros