"Estamos com muita esperança de que ele vai aparecer", diz mulher de um dos desaparecidos em Vacaria   - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Mistério 09/04/2018 | 16h30Atualizada em 09/04/2018 | 18h03

"Estamos com muita esperança de que ele vai aparecer", diz mulher de um dos desaparecidos em Vacaria  

 Marina Navarro, mulher de Alexsandro Correa, está em Vacaria acompanhando as buscas que seguem 

"Estamos com muita esperança de que ele vai aparecer", diz mulher de um dos desaparecidos em Vacaria   Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O paradeiro dos três moradores de Caxias do Sul que desapareceram na região de Capela do Caravaggio, interior de Vacaria, segue sendo um mistério. Novas buscas estão sendo realizadas na tarde desta segunda-feira, inclusive com bombeiros mergulhadores no Rio Pelotas, segundo o delegado Anderson Lima. A polícia ainda trabalha com a hipótese de afogamento acidental. 

Alexsandro do Amaral Correa, de 22 anos, um dos desaparecidos, é natural de Vacaria, onde vive sua mãe, Marilei do Amaral. Atualmente, ele mora com a mulher, Marina Gabriela Navarro, 18, com a filha dela, a sogra e um sobrinho em Caxias do Sul. Ele trabalha fazendo bicos como pedreiro em Caxias do Sul e na região. Fazia um mês que Correa não ia para Vacaria trabalhar na construção da casa de Eleandro Aparecido Rodrigues Moraes, 40. Na semana passada, porém, foi chamado para retomar a obra junto com Nelson Jair Soares, 44. A última vez em que Correa falou com a mulher foi no dia 2 de abril, quando viajou para Vacaria. O rapaz e a mulher não se falavam quando ele viajava para a localidade onde desapareceu porque na propriedade de Moraes não há sinal de celular. 

Marina só ficou sabendo do desaparecimento de Correa na quinta-feira, dia 5 de abril, pelo pai dele, Pedro Correa, que também vive em Vacaria. Marina está na cidade acompanhando as buscas.  

-Estamos com muita esperança de que ele vai aparecer. Inclusive ele sabe nadar muito bem-, conta Marina.  

A filha mais velha de Soares, Jéssica Leites Campos, 24, disse que o pai é natural de Alegria, mas mora sozinho em Caxias há um ano e meio. Ele trabalha como pedreiro e carpinteiro. Além de Jéssica, Soares é pai de outros cinco filhos. 

—Estou muito angustiada com a situação — desabafa Jéssica.

Os familiares de Moraes preferiram não se manifestar sobre o caso. 

O trio está desaparecido oficialmente desde quarta-feira passada, quando um vizinho que vive a dois quilômetros da casa que eles estavam construindo foi procurá-los e não os encontrou. Moraes, Soares e Correa foram vistos pelas última vez por esse mesmo vizinho na terça-feira, dia 3 de abril, pela manhã. 


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros