Primeira etapa em obra no Lago da UCS está prevista para ficar pronta até o fim de março - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Após esvaziamento01/03/2018 | 14h20

Primeira etapa em obra no Lago da UCS está prevista para ficar pronta até o fim de março

Segunda fase inclui um estacionamento no local

Primeira etapa em obra no Lago da UCS está prevista para ficar pronta até o fim de março Ângela Salvallaggio/Gaúcha Serra
Lago precisou ser esvaziado após acidente em setembro de 2016 Foto: Ângela Salvallaggio / Gaúcha Serra

Quase um ano e meio após romper devido a obras em uma tubulação e ser esvaziado por completo, o Lago da Universidade de Caxias do Sul (UCS) está em fase final de revitalização. A primeira etapa deve ser entregue até dia 23 de março.

Segundo o diretor administrativo e financeiro da UCS, César Augusto Bernardi, a intenção desta primeira etapa é deixar o espaço mais receptivo à comunidade caxiense e acadêmica. Nela, está contemplada a remoção do excesso e tratamento da terra do fundo do lago, a delimitação do espaço com pedras e concretos, a construção de um píer de madeira que dará acesso à ilha central, além do cercamento e de trabalhos de iluminação e paisagismo.

O local ainda irá receber um parque infantil, um parque pet e uma pista de caminhada ao redor do lago. A rua que dá acesso ao restaurante ganhou calçadas para uma melhor mobilidade dos pedestres.

Ainda conforme o diretor, o cronograma de obras, que teve um atraso devido às chuvas, prevê o fechamento da área a partir do dia 10 para que o lago possa ser enchido e liberado ao público no dia 23. O enchimento depende da chuva na região. 

Uma segunda etapa da obra está prevista para os próximos meses e irá contemplar o local com um estacionamento próprio. A UCS aguarda uma licença ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) para a remoção de um trecho de terra do local.

O Lago da UCS rompeu em setembro de 2016 quando uma retroescavadeira que trabalhava no conserto da tubulação da rua acabou atingindo a canalização por onde escoava a água excedente, atingindo a área junto ao Restaurante do Lago. O custo final da obra está estimado em R$400 mil. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros