Policiais rodoviários que monitoravam a Rota do Sol durante a Operação Verão deixam batalhão - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Fiscalização06/03/2018 | 09h14Atualizada em 07/03/2018 | 17h32

Policiais rodoviários que monitoravam a Rota do Sol durante a Operação Verão deixam batalhão

Equipes que monitoravam a rodovia retornam nesta terça para cidades onde atuam

Policiais rodoviários que monitoravam a Rota do Sol durante a Operação Verão deixam batalhão Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O Grupo Rodoviário de Farroupilha manterá o patrulhamento na Rota do Sol, e não deixará de fiscalizar a rodovia. A informação incorreta permaneceu publicada entre 9h15min e 17h30min do dia 6 de março de 2018.

Terminou na segunda a Operação Verão, responsável por inibir infrações de trânsito, e consequentemente, reduzir o número de acidentes graves no trecho de 180 quilômetros da Rota do Sol que ligam Caxias do Sul ao Litoral Norte.

Conforme o balanço apresentado pelo Grupo Rodoviário da Brigada Militar (GRv) de Farroupilha, desde o início da operação, em 15 de dezembro passado, foram registrados 45 acidentes na área de Tainhas e 20 na de Caxias do Sul. Destes, quatro tiveram vítimas fatais — dois em cada trecho.

Apesar de o aumento do efetivo nas estradas ajudar a reduzir os acidentes, fora do período de veraneio a estrada permanece sem reforço já que o efetivo deslocado para o posto de Tainhas retorna aos postos de origem em função do efetivo reduzido. Nesta terça-feira mesmo, os 14 policiais rodoviários que estavam monitorando a Rota do Sol deixam o batalhão provisório e voltam para cidades de Bento Gonçalves, Montenegro, Viamão e Gravataí.

O comandante do GRV de Farroupilha, tenente Marcelo Stassak, afirma que não há como manter o monitoramento fixo nas rodovias sem um número maior de patrulheiros ou um batalhão fixo, demanda que é cobrada há anos pelos moradores da Serra. Conforme Stassak, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) está trabalhando para garantir que o posto do comando saia do papel.

— A presença policial é muito importante nas estradas. Nós percebemos que o comportamento dos condutores muda quando são vigiados, mas esbarramos na falta de efetivo. O ideal é termos um comando fixo na Rota do Sol. Nós sabemos o quanto é necessário, e o Daer está trabalhando na licitação do projeto, que passa, inclusive, pela questão ambiental.

O posto do Comando Rodoviário na Rota do Sol é uma cobrança antiga das lideranças e da comunidade caxiense. A obra faz parte de uma série de exigências do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que concedeu a licença de operação da rodovia no fim de 2014.  A construção está orçada em cerca de R$ 1,1 milhão. O prédio vai ficar em um terreno doado ao Estado no km 32 da ERS-486, ao lado do posto Charrua, na localidade de Tainhas, em São Francisco de Paula. A reportagem contatou o Daer para verificar se a empresa que fará a obra já foi licitada, mas não obteve retorno.

NÚMEROS DA OPERAÇÃO

4.427 infrações (durante abordagens)
3.806 autuações (com uso do radar)
45 acidentes no trecho de Tainhas
20 acidentes no trecho de Caxias
Quatro mortes  

Leia também
Morre Raul Randon, fundador das Empresas Randon
Coração frágil e complicações de cirurgia causaram a morte de Raul Randon
Mais de 2 mil pessoas já passaram pelo velório do empresário Raul Randon

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros