"Para ele, o ser humano estava em primeiro plano", diz funcionário sobre Raul Randon - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Adeus ao Grande Homem 04/03/2018 | 16h50Atualizada em 04/03/2018 | 17h44

"Para ele, o ser humano estava em primeiro plano", diz funcionário sobre Raul Randon

O diretor de finanças corporativas, Geraldo Santa Catharina, trabalhava diretamente com o empresário

"Para ele, o ser humano estava em primeiro plano", diz funcionário sobre Raul Randon Felipe Nyland/Agencia RBS
Geraldo Santa Catharina atua há 34 anos na empresa caxiense Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Há 34 anos trabalhando na empresa fundada por Raul Randon, o morador de Caxias do Sul Geraldo Santa Catharina conhecia de perto o jeito carismático e atencioso do empresário.

Geraldo entrou na empresa em 1984 como coordenador de contabilidade de custos e hoje atua como diretor de finanças corporativas. O cargo de líder possibilitou que ele tivesse uma relação mais próxima com o fundador da empresa:

— Era uma pessoa extremamente acessível e carismática com todos que se aproximavam dele. Para ele, o ser humano estava em primeiro plano. Como trabalhávamos mais próximos, sempre que podia passava na minha sala e falávamos sobre o trabalho e sobre a vida, sempre de uma forma tranquila, como era o jeito dele. Hoje, sinto que estamos meio órfãos — lamenta o funcionário.

Leia também
Empresas Randon prestam homenagem ao fundador
Morre Raul Randon, fundador das Empresas Randon
Velório de Raul Randon acontecerá no Memorial São José, em Caxias
Legado Randon é um dos motores da economia
Senador Paim apresentará voto de pesar ao Senado
"Ele foi o marco divisor da nossa cidade", comenta presidente da CIC sobre Raul Randon 

Para Geraldo, o sentimento é de gratidão uma vez que, além dele, outros quatro irmãos também atuaram na empresa:

— Posso dizer que os bens e o que construí foi também graças à empresa e ao seu Raul. Temos que reconhecer que ele ajudou a colocar Caxias do Sul no mapa-múndi — destaca Geraldo.

O funcionário recorda de um fato ocorrido há poucos meses que representa o espírito empreendedor de seu Raul:

— Lembro que perguntei para o seu Raul se ele se arrependia ou faria de novo tudo que fez e ele me disse assim: 'comecei com uma bigorna e um pavilhão. Hoje, tenho milhares de funcionários e toda essa estrutura. Acredito que fiz certo' — recorda.


 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros