Mais de 40 poços artesianos de Caxias do Sul passaram a pagar tarifa - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Abastecimento08/03/2018 | 17h01Atualizada em 08/03/2018 | 17h01

Mais de 40 poços artesianos de Caxias do Sul passaram a pagar tarifa

Cobrança é pelo esgoto gerado e fiscalização começou a ser feita no ano passado

Mais de 40 poços artesianos de Caxias do Sul passaram a pagar tarifa Divulgação/ASPERGS
Foto: Divulgação / ASPERGS

 O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) está notificando proprietários de poços artesianos para que permitam aos servidores o acesso para a instalação do hidrômetro no prazo de 30 dias. O objetivo é cobrar a tarifa pelo esgoto gerado.

De 2017 até março deste ano, dos estabelecimentos notificados, 77 tiveram hidrômetros instalados e 47 já estão aptos a recolher a tarifa de esgoto, isso equivale a quase 20% do total previsto para regularização. A estimativa para este ano é que outros 100 poços sejam regularizados, segundo o Samae.

Até o ano passado, os consumidores pagavam a tarifa mínima porque não usavam a água do Samae. Em 2016, um decreto reforçou a necessidade de cobrança da taxa do esgoto e a fiscalização começou de fato em 2017.  

Atualmente existem aproximadamente 400 poços artesianos cadastrados.  Além da fiscalização dos poços já informados, a próxima etapa atuará no sentido de notificar o proprietário de poço que não apresentou a documentação para cadastramento.  

 O valor arrecadado é destinado a cobrir custos de operação e manutenção do sistema, além de subsidiar investimentos na área de esgotamento sanitário do município.

 Leia também:
'Monitoramento é boa opção ao sistema tradicional do semiaberto', opina agente da Susepe
Promotor de Caxias do Sul aponta que substituição do semiaberto por tornozeleiras é uma solução ilegal   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros