Família fala pela primeira vez após morte de Raul Randon - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Adeus ao Grande Homem 04/03/2018 | 14h06Atualizada em 04/03/2018 | 20h22

Família fala pela primeira vez após morte de Raul Randon

"Estamos muito tristes, mas vamos continuar o legado que ele nos deixou", diz David Randon

Família fala pela primeira vez após morte de Raul Randon Felipe Nyland/Agencia RBS
David Randon durante a despedida ao pai, em Caxias do Sul Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Abalado e emocionado, um dos filhos  e diretor-presidente do grupo Randon, David Randon, falou ao Pioneiro pela primeira vez depois da morte do pai na noite de sábado.

– Estamos muito tristes, mas convictos de que vamos dar continuidade ao legado que ele deixou – ressaltou.

Leia mais:
Morre Raul Randon, fundador das Empresas Randon
Velório de Raul Randon acontecerá no Memorial São José, em Caxias
Legado Randon é um dos motores da economia
Senador Paim apresentará voto de pesar ao Senado
"Ele foi o marco divisor da nossa cidade", comenta presidente da CIC sobre Raul Randon
Gratidão, Raul Anselmo Randon!
"Raul Randon construía homens", lembra Emílio Finger
"Raul Randon levou o nome de Caxias para o mundo", diz o prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra
"Um dos caxienses mais ilustres da história", diz nota da Câmara de Vereadores
Coração frágil e complicações de cirurgia causaram a morte de Raul Randon
"A última palavra ainda era dele", diz o amigo e ex-presidente da CIC sobre Raul Randon
"Era ele que atendia o celular", lembra Germano Rigotto sobre Raul Randon
Governador José Ivo Sartori lamenta morte de Raul Randon

Ele lembrou do quanto seu Raul era uma pessoa querida e quanta falta ele vai fazer, como pai, como amigo, como empresário, como ser humano.

– Para ele, as pessoas estavam acima de qualquer negócio – afirmou.

Segundo David, seu Raul era muito mais que um pai. Era um amigo, um parceiro.

– Estava sempre preocupado com o nosso bem-estar. 

Juntos há 62 anos, David disse que dona Nilva (esposa de seu Raul) está abalada e sofrendo muito. Durante os três meses em que esteve internado no hospital em São Paulo, ela não arredou o pé de perto dele. 

– Esteve com ele o tempo todo. Teve uma força impressionante.

David agradeceu a todas as homenagens que a família está recebendo. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros