Confira como será a nova pista no trecho simples da BR-116 em Caxias - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Trânsito09/03/2018 | 08h00Atualizada em 09/03/2018 | 11h27

Confira como será a nova pista no trecho simples da BR-116 em Caxias

Obras vão alargar um quilômetro de rodovia em direção a Porto Alegre

Confira como será a nova pista no trecho simples da BR-116 em Caxias Felipe Nyland/Age
Foto: Felipe Nyland / Age

Um gargalo histórico no trânsito de Caxias do Sul está próximo de ser resolvido — ao menos parcialmente. Nas próximas semanas, deve começar a construção de uma faixa a mais no único trecho da BR-116 ainda não duplicado no perímetro urbano. 

 Leia mais
Trecho da BR-116 recebe obras de restauração em Caxias do Sul
Ministro dos Transportes assinará em Caxias ordem de início para duplicação de faixa da BR-116 

A pista extra ficará entre a entrada do bairro Planalto e a comunidade de São Romédio, aproximadamente, no sentido Caxias-Vila Cristina. A obra tem previsão de 150 dias para conclusão e é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), com custo estimado de R$ 4 milhões. 

De acordo com o superintendente do Dnit no Estado, Hiratan Pinheiro da Silva, a duplicação total no trecho não é possível no curto prazo, já que uma tubulação de gás natural passa ao lado da pista no sentido Vila Cristina-Caxias. 

— Politicamente, avaliou-se de que não dava para esperar ter todas as condições perfeitas de fazer essa obra. Então, iniciaremos a primeira etapa da duplicação, que já vai melhorar a fluidez ali — explica Silva.

Segundo levantamento do Dnit, cerca de 40 mil veículos passam pela BR-116 em Caxias todos os dias. 

Na última semana, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, anunciou em vídeo que viria a Caxias na próxima segunda-feira (12) para assinar a ordem de serviço da obra, por intermédio do deputado federal Mauro Pereira (MDB). Até esta quinta-feira (8), porém, a assessoria do Ministério não confirmava a agenda do ministro para a próxima semana. 

De acordo com o inspetor-chefe da 5ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Marco Aurélio Baierle, o trecho que receberá obras não é perigoso, se comparado com outros pontos da rodovia. Ele acredita, no entanto, que a nova faixa melhore substancialmente a fluidez do trânsito na área.

— A obra, como é para a ampliação da capacidade de rodovia, é justamente para dar um fluxo mais rápido. O Dnit fez esse levantamento e considerou que seria importante, já que é um gargalo. Tendo uma forma mais rápida de escoar o trânsito, com certeza vai facilitar a passagem — projeta. 

Segundo o superintendente do Dnit, não há medida objetiva que aponte o tamanho da melhoria com a obra. Ele garante, porém, que a mudança será perceptível aos motoristas.

— Hoje, a capacidade da pista está baixa, mas não sei o nível de trabalho. (Com a obra) não vai ser uma Freeway, mas terá uma faixa para veículos mais lentos que permitirá aos mais rápidos seguirem em frente com facilidade — antecipa Silva.

PASSO A PASSO

Trecho da BR-116 que receberá obras em Caxias
Foto: Arte Pioneiro / Agência RBS

:: A partir do início, as obras têm prazo de 150 dias para serem concluídas. O empreendimento, realizado pelo Dnit, tem custo estimado de R$ 4 milhões. 

:: A ideia é ampliar a rodovia no sentido Caxias-Vila Cristina, possibilitando que uma faixa a mais seja usada para seguir à região das Hortênsias.

:: Como ocorre no restante da rodovia, uma pista seria reservada a veículos mais lentos, permitindo que o restante do tráfego possa fluir mais rapidamente.

:: Nada será feito do lado oposto, sentido Vila Cristina-Caxias porque uma tubulação de gás passa pelo acostamento da rodovia. Segundo o superintendente do Dnit, a remoção da estrutura é muito custosa e não há planos para realizá-la no curto prazo.

:: A Sulgás, responsável pela tubulação, informa por meio de sua assessoria de imprensa que “está em contato com os engenheiros do Dnit para a solução da questão”. A empresa sugere a colocação de proteções mecânicas junto ao gasoduto como possível solução para o problema. 

:: Durante o alargamento da rodovia, trechos que necessitarem de recapeamento serão reparados.

:: Após, será colocada pintura horizontal e sinalização vertical nova do trecho.

:: O Dnit vai monitorar a via após a conclusão das obras para avaliar o impacto da melhoria e definir se novas alterações são necessárias. 

:: De acordo com a PRF, não estão previstas interrupções de trânsito durante as obras. No entanto, transtornos podem ocorrer, já que trabalhadores e máquinas circularão pelos lados da BR-116.

:: Durante o período dos trabalhos, o limite máximo de velocidade permitido no trecho será de 40 quilômetros por hora.

:: O Dnit estima que 40 mil veículos passem pela rodovia diariamente. Pelas contas da PRF, o movimento sobe para 50 mil carros/dia.

Projeto divide opiniões

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL 08/03/2018Obra da duplicaçõa parcial de 1km da BR-116 promete desafogar o trânsito em trecho urbano da rodovia. Na foto: Luana Chen, 26, proprietária do restaurante, e Alana Chen, 23, gerente.  (Felipe Nyland/Agência RBS)
Luana Chen, 26 (esquerda) e Alana Chen, 23, temem que ampliação tire vagas de estacionamento dos clientes do restaurante que comandamFoto: Felipe Nyland / Age

Apesar de a duplicação ser  uma demanda antiga da comunidade, como em toda intervenção no espaço público, o projeto divide opiniões. Alguns empreendedores com estabelecimentos comerciais às margens do trecho temem a perda de espaços para estacionamento com a ampliação da via. 

— Acho que é um desperdício de dinheiro, um oportunismo por conta da eleição — diz Luana Chen, 26, dona de restaurante próximo à parte sul do trecho.

De acordo com ela, os moradores e empresários da redondeza têm demandas muito mais urgentes não ouvidas, como a poda de árvores e a colocação  de paradas de ônibus mais próximas dos estabelecimentos. 

— Estamos há anos pedindo que podem algumas árvores, é escuro e perigoso para os pedestres — reclama.

De acordo com Luana, mesmo com pista simples, o trânsito no local não costuma afunilar, exceto em alguns feriados. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL 08/03/2018Obra da duplicaçõa parcial de 1km da BR-116 promete desafogar o trânsito em trecho urbano da rodovia. Na foto: Adalmir Morais, 50, dono da loja de assessórios automotivos. (Felipe Nyland/Agência RBS)
Ademir Morais, 50, acredita que a pista a mais beneficiará toda a comunidadeFoto: Felipe Nyland / Age

Já Adalmir Morais, 50, que mantém um empreendimento na outra extremidade do trecho, próximo à Marcopolo, reconhece que há problemas no local.

— Quando o pessoal deixa a parte duplicada, afunila muito, de manhã cedo, ao meio-dia e no fim da tarde – relata.

Proprietário de uma loja de acessórios automotivos há 13 anos, ele comemora a atenção dada a esse trecho da rodovia, que considerava abandonado.

— É o único trecho (da BR) que falta. Já gastamos muito para arrumar o concreto do lado da pista, que ninguém se interessou antes. (A obra) vai causar um pouco de transtorno para o comércio, mas depois vai ser bom para todo mundo — acredita Morais.

Leia também
Mulheres recebem até 30% a menos que homens no setor metalúrgico de Caxias do Sul
Preço da gasolina a volta a aumentar em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros