Migração para o prontuário médico eletrônico inicia por quatro UBSs, em Caxias - Geral - Pioneiro
 

Tecnologia na saúde05/02/2018 | 08h45Atualizada em 05/02/2018 | 08h49

Migração para o prontuário médico eletrônico inicia por quatro UBSs, em Caxias

Ideia é substituir completamente, até setembro de 2019, os tradicionais prontuários de papel em todas as unidades da cidade

Migração para o prontuário médico eletrônico inicia por quatro UBSs, em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A partir desta segunda-feira, quatro unidades básicas de saúde (UBSs) de Caxias do Sul iniciam o processo de migração dos dados dos pacientes que estão no papel para o prontuário eletrônico. Quem precisar de atendimento médico nas unidades dos bairros Esplanada, Alvorada, São Caetano e Salgado Filho já terá todos os dados da consulta, incluindo informações da triagem, digitalizados no programa do Ministério da Saúde. A ideia é substituir completamente, até setembro de 2019, os tradicionais prontuários de papel em todas as UBSs da cidade.

Nesta primeira fase de transição, a mudança impactará diretamente na recepção dos usuários e nos procedimentos de enfermagem. Ou seja, antes do paciente ser encaminhado para a consulta, ele passará pelo preenchimento do novo prontuário: a partir de agora, os pacientes dessas quatro unidades devem apresentar documentos como o comprovante de endereço, cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) e o número do prontuário na UBS.

– Isso vai acontecer apenas no primeiro atendimento. Para consultas e procedimentos posteriores, a pessoa apresentará somente o cartão SUS. Essa primeira etapa vai exigir mais tempo, já que os cadastros serão repassados um por um ao novo sistema. Além disso, os servidores estão se familiarizando com a tecnologia e o processo pode levar mais tempo que o normal – explica a diretora do Território de Saúde do Esplanada, Leia Fernandes Muniz.

Conforme a coordenadora da UBS Esplanada, Tatiana Almada, na maior unidade do primeiro território selecionado para a implantação do sistema, os pacientes já foram orientados sobre o processo desde dezembro. Nos primeiros dias de transição, haverá um acolhimento diferente para todos que chegarem até a unidade: por volta das 7h30min, quando a UBS abrir, quem estiver na fila vai receber nova orientação sobre a entrada.

– Vamos ter dias atípicos no começo, porque dependemos de um sistema. Além disso, este será o primeiro contato prático dos atendentes após a capacitação. Então, vamos precisar barrar um pouco a entrada. A gente vai esquematizar que faça a transição tranquilamente. É um passo importante para o SUS e contamos com a compreensão e paciência de todos – confia Tatiana.

No segundo semestre de 2018, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, inicia a digitalização dos prontuários médicos, que serão inseridos ao cadastro do paciente. Desta forma, ao final da instalação de todo o processo de prontuário eletrônico nas 47 UBSs de Caxias, informações de medicamentos receitados e resultados de exames, entre outras, estarão disponíveis no banco de dados do SUS, acessível em todo o país. 

BENEFÍCIOS

:: Mais agilidade nos registros de atendimento, possibilitando que os profissionais de saúde tenham mais tempo para as ações de cuidado com o paciente.
::  Controle unificado do histórico clínico do paciente.
::  Melhor resolutividade na assistência, viabilizando ferramentas para gerenciamento e tomadas de decisão, e integrando os processos de toda a rede de atenção básica à saúde.
::  Gestão total sobre solicitações de procedimentos e exames.
::  Controle da retirada de medicamentos em toda rede de farmácias do município.
::  Redução de impressão, fluxo de documentos e duplicidade de trabalhos.
::  Integração dos serviços da regulação de leitos hospitalares do SUS entre secretaria e parceiros. 

Mais sete territórios até abril

A prefeitura assinou o contrato com a empresa responsável pelo novo sistema em setembro passado. Logo depois, a Secretaria da Saúde começou a planejar a implantação da ferramenta, estabelecendo um cronograma. A diretora de Tecnologia da Informação da secretaria, Jaqueline Prataviera Giovanardi, destaca que existem 79 serviços ligados à pasta, por isso a nova tecnologia está sendo disponibilizada de forma gradual.

— Até a primeira semana de abril, outros sete territórios, abrangendo as demais UBSs, começarão a migrar para o novo sistema. Depois, nos meses de abril, maio e junho, é a vez dos serviços de urgência e emergência (UPA Zona Norte e Postão), do Transporte de Apoio, do Atendimento Domiciliar e do Departamento de Avaliação, Controle, Regulação e Auditoria (Dacra), que envolve os prestadores de serviços do município, como hospitais e laboratórios — detalha Jaqueline.

O serviço executado pela empresa também inclui mecanismos de segurança (backup) que garantem a integridade das informações em caso de uma pane nos equipamentos. O investimento do município neste projeto é de mais de R$ 4 milhões.

O modelo de prontuário eletrônico do Ministério da Saúde envolve somente as UBSs. Porém, em Caxias do Sul, o sistema precisa integrar outros serviços da rede, como o Centro Especializado de Saúde (CES), as unidades de urgência e emergência, entre outros. Em função disso, houve a necessidade de aquisição, via licitação, de uma ferramenta mais completa.

Leia também:
Pediatras estão sumindo do mercado de Caxias do Sul
Homem morre atropelado na BR-116, em Caxias do Sul
Bloco da Ovelha faz ensaio aberto em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros