Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite - Geral - Pioneiro
 

Assistência social27/02/2018 | 20h26Atualizada em 27/02/2018 | 20h26

Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite

Desde maio do ano passado serviço era realizado pela Guarda Municipal

Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A partir desta quarta-feira, a Fundação de Assistência Social (FAS) retoma as abordagens a pessoas em situação de rua das 17h às 22h. O atendimento havia sido atribuído exclusivamente à Guarda Municipal em maio do ano passado em razão de reformulações de serviços socioassistenciais que integram o programa SuperAção, desenvolvido pela FAS. 

Agora, as abordagens voltam a ocorrer de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Durante esse horário, o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) contará com duas equipes, formadas por três educadores sociais e um técnico de nível superior. 

De acordo com a diretora de Proteção Social Especial da FAS, Ana Maria Pincolini, além da retomada das abordagens, o serviço passa a contar com reforço no número de pessoal. Ela afirma também que haverá mudanças nos atendimentos às pessoas em situação de rua:

— Antes (de maio de 2017), o SEAS contava com uma profissional. Agora serão quatro. Mas a nossa intenção principal é colocar a equipe circulando pela cidade para criar vínculos com as pessoas em situação de rua. Não queremos ser acionados pela população, embora ela possa ajudar. Queremos é atuar ativamente nas ruas — comenta.

Durante as abordagens, as equipes ofertam serviços do Centro Pop Rua — como acesso a higiene e cuidados especiais — ou de acolhimento. No caso de a pessoa negar, também é oferecido atendimento qualificado no próprio ponto da abordagem.

Outras ações que devem reforçadas são os atendimentos a situações de trabalho infanto juvenil no âmbito da rua. 

Contatos com o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) podem ser feitos por meio do do (54) 98403-8864.

Leia também:
Uma a cada oito mortes violentas em Caxias tem como vítima pessoas em situação de rua
Trabalho intersetorial é apontado como solução para amenizar violência contra moradores de rua em Caxias  
Ações são insuficientes para coibir violência contra população de rua em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros