Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Assistência social27/02/2018 | 20h26Atualizada em 27/02/2018 | 20h26

Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite

Desde maio do ano passado serviço era realizado pela Guarda Municipal

Fas retoma serviço de abordagem a pessoas em situação de rua no turno da noite Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A partir desta quarta-feira, a Fundação de Assistência Social (FAS) retoma as abordagens a pessoas em situação de rua das 17h às 22h. O atendimento havia sido atribuído exclusivamente à Guarda Municipal em maio do ano passado em razão de reformulações de serviços socioassistenciais que integram o programa SuperAção, desenvolvido pela FAS. 

Agora, as abordagens voltam a ocorrer de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h. Durante esse horário, o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) contará com duas equipes, formadas por três educadores sociais e um técnico de nível superior. 

De acordo com a diretora de Proteção Social Especial da FAS, Ana Maria Pincolini, além da retomada das abordagens, o serviço passa a contar com reforço no número de pessoal. Ela afirma também que haverá mudanças nos atendimentos às pessoas em situação de rua:

— Antes (de maio de 2017), o SEAS contava com uma profissional. Agora serão quatro. Mas a nossa intenção principal é colocar a equipe circulando pela cidade para criar vínculos com as pessoas em situação de rua. Não queremos ser acionados pela população, embora ela possa ajudar. Queremos é atuar ativamente nas ruas — comenta.

Durante as abordagens, as equipes ofertam serviços do Centro Pop Rua — como acesso a higiene e cuidados especiais — ou de acolhimento. No caso de a pessoa negar, também é oferecido atendimento qualificado no próprio ponto da abordagem.

Outras ações que devem reforçadas são os atendimentos a situações de trabalho infanto juvenil no âmbito da rua. 

Contatos com o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) podem ser feitos por meio do do (54) 98403-8864.

Leia também:
Uma a cada oito mortes violentas em Caxias tem como vítima pessoas em situação de rua
Trabalho intersetorial é apontado como solução para amenizar violência contra moradores de rua em Caxias  
Ações são insuficientes para coibir violência contra população de rua em Caxias

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros