Chuvas que marcaram janeiro não devem se repetir em fevereiro na Serra e no Litoral - Geral - Pioneiro
 

Cara de verão01/02/2018 | 15h08Atualizada em 01/02/2018 | 15h26

Chuvas que marcaram janeiro não devem se repetir em fevereiro na Serra e no Litoral

Para meteorologistas, o mês que se inicia nesta quinta-feira terá menos chuvas e será bem diferente de janeiro, quando choveu em 17 dias

Chuvas que marcaram janeiro não devem se repetir em fevereiro na Serra e no Litoral Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Se você ficou com a impressão que janeiro teve mais dias de chuva do que ensolarados, saiba que não foi apenas uma sensação. Em apenas 14 dias do mês não houve registro de precipitações, segundo dados da Estação Climatológica de Caxias do Sul. Para se ter uma ideia, o acumulado do mês foi de 169.9 milímetros – apesar de ter chovido bastante, o total ainda não foi capaz de superar a marca de 2017 e de outros anos. A expectativa, no entanto, é que fevereiro tenha mais a "cara do verão", com períodos mais secos, tanto na Serra quanto no litoral.

— Janeiro tradicionalmente é um mês chuvoso, mas nesse ano houve muitos dias consecutivos de chuva, que foi fraca, mas continua. Normalmente, é aquela precipitação de final de tarde que logo para. Outra coisa que chama atenção é que em apenas um dia do mês a temperatura foi acima de 30°C — comenta a observadora climatológica Neusa Salvador Machado, ressaltando que o maior acúmulo de água foi registrado entre os dias 21 e 22, quando choveu mais de 50 milímetros. 

O clima instável também esfriou o verão de muita gente nos clubes de Caxias do Sul. O vice-presidente do Grêmio Esportivo Cruzeiro do Sul, Oscar Chiarini, diz que o movimento nas três piscinas disponíveis no espaço foi menor durante o mês de janeiro, principalmente aos finais de semana.

— Nosso clube é frequentado principalmente por pessoas que trabalham durante a semana e aproveitam o sábado e o domingo para se divertir. Por isso, a chuva atrapalha bastante. O pessoal acaba não vindo — reforça Chiarini.

Mas quem gosta de curtir praia e piscina, pode ficar mais tranquilo: para o mês de fevereiro, a expectativa é de períodos mais secos, pelo menos na primeira dezena do mês, segundo o meteorologista Rogério Rezende, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

— Vamos ficar sem passagem de frentes frias até pelo menos a primeira semana do mês. Já na semana seguinte, até o Carnaval, esse prognóstico se inverte e deve haver bastante chuva sobre todo o Rio Grande do Sul. Em relação às temperaturas, vão subir gradativamente, com aumento de 1ºC a 2ºC por dia. Este fim de semana deve ser de bastante calor, na casa dos 30°C — explica Rezende.

A meteorologista Heloisa Pereira, da Somar, também reforça que os acumulados de chuva  não devem ser expressivos como os registrados em janeiro.. 

— A ocorrência do fenômeno La Niña, mesmo que de forma menos significativa, garante um clima mais seco. Mas podem ocorrer pancadas isoladas durante o mês — diz Heloisa.

Para esta quinta-feira, a previsão da Somar indica muitas nuvens ao longo do dia, com mínima de 15°C e máxima de 27°C. Para a sexta-feira, o tempo deve ser firme e ensolarado e as temperaturas se mantêm sem oscilações. 

Leia também
Caxias do Sul está na rota de investimentos da Havan
Prefeito de Caxias do Sul é hostilizado durante abertura do ano legislativo
Aulas da rede infantil de Caxias iniciam com reclamações de pais e denúncias de educadores sobre supostas irregularidades


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros