Caxias tem 29 famílias atendidas na FAS após perdas em incêndios em seis meses - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Assistência Social27/02/2018 | 14h30Atualizada em 27/02/2018 | 14h30

Caxias tem 29 famílias atendidas na FAS após perdas em incêndios em seis meses

Último incêndio ocorreu na noite desta segunda-feira

Caxias tem 29 famílias atendidas na FAS após perdas em incêndios em seis meses Suelen Mapelli/Agência RBS
Casa pegou fogo no bairro Planalto na noite desta segunda (26); mulher e dois filhos não se feriram Foto: Suelen Mapelli / Agência RBS

Nos últimos seis meses,  29 famílias que tiveram residências atingidas por incêndios em Caxias do Sul foram atendidas  pela Secretaria Municipal de Habitação e pela Fundação de Assistência Social (FAS). Entre setembro e dezembro do ano passado, foram atendidas 22 famílias, segundo dados da Secretaria de Habitação do município. Apenas em 2018, são pelo menos sete casos. O último incêndio ocorreu na noite desta segunda-feira, por volta das 23h30, no bairro Planalto. Neste ano, também houve casos nos bairros Esplanada, Cinquentenário e Planalto Rio Branco.

A diretora de Proteção Social Básica da FAS, Heloísa Teles, explica que, em casos como esses, a fundação trabalha em conjunto com a Secretaria de Habitação e com os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) no atendimento às famílias, que passam por um processo de avaliação para atestar necessidades como roupas, móveis, alimentação e emissão de segundas vias de documentação civil. Em casos mais delicados, as famílias são direcionadas para os centros de acolhimento.

Os casos que necessitam da Lei Municipal de Auxilio à Moradia passam por um laudo do Corpo de Bombeiros e por uma avaliação dos técnicos da secretaria. A partir daí, a família é encaminhada para receber um salário mínimo durante o período máximo de seis meses, desde que esteja dentro dos critérios como, por exemplo, morar no município há um ano e ter renda de até três salários mínimos.

Porém, segundo o secretário Elizandro Fiuza, os 23 auxílios-moradia que a prefeitura disponibiliza para este fim estão todos preenchidos. Nos demais casos, os técnicos da secretaria têm feito a avaliação do imóvel, e a prefeitura, então, auxilia o morador na compra de materiais de construção para a recuperação da residência atingida; caso haja necessidade, a secretaria também subsidia a mão de obra para a reconstrução.

Para a população que deseja colaborar com as famílias, é possível entrar em contato com a FAS pelo fone 3220-8700. A Fundação mantém um cadastro atualizado das famílias em necessidades.

 Leia também:
Quadrilha é presa em Guaporé com drogas, arma e carro roubado
Casal é denunciado por duplo homicídio no bairro Cristo Redentor, em Caxias do Sul
CVV de Caxias busca voluntários para ampliar trabalho de prevenção ao suicídio  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros