Trabalhadores da Randon, em Caxias, relatam momento da explosão - Geral - Pioneiro
 

Incêndio 29/01/2018 | 18h26Atualizada em 29/01/2018 | 18h59

Trabalhadores da Randon, em Caxias, relatam momento da explosão

Seis caminhões dos bombeiros foram deslocados para controlar as chamas na manhã desta segunda

Trabalhadores da Randon, em Caxias, relatam momento da explosão Carla Almeida/Divulgação
Foto: Carla Almeida / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Trabalhadores do setor de pintura da Randon Implementos relataram que o incêndio no pavilhão foi antecedido por uma explosão. A mulher de um dos funcionários do setor contou à reportagem o que o marido relatou a ela após o ocorrido. Conforme o relato, o funcionário que teve ferimentos em uma das pernas estava em uma das cabines usadas pelos pintores automotivos para jatear de tinta os implementos que passam por uma esteira. Ainda conforme o relato do homem à mulher, com a explosão, o funcionário foi projetado para fora da cabine a vários metros. Ao ver ocorrido o colega teria corrido para tentar socorrer o funcionário ferido, mas ao chegar ao local ele já tinha conseguido sair do pavilhão. O lugar teria sido tomado pela fumaça e ele teria ficado desnorteado.

Leia mais:
Fogo na Randon Implementos teria iniciado a partir de uma explosão
Incêndio atinge empresa Randon em Caxias do Sul

— O colega dele foi arremessado longe. Ele correu para tentar ajudar. Nisso o colega dele já havia saído. Ele ficou meio perdido no meio da fumaça e ficou em desespero porque não sabia se o colega tinha saído ou não — reproduziu a mulher do operário que viu a explosão.

O primeiro atendimento aos funcionários da empresa foi feito no local por ambulâncias da Emercor, do Resgate Sul e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Depois, as vítimas foram encaminhadas para o Hospital do Círculo para exames. Eles ficaram durante o dia em observação e, à tarde, foram liberados.

A direção da Randon informou, ainda pela manhã, que seis funcionários foram encaminhados para atendimento médico: cinco por terem inalado fumaça e o trabalhador que teve uma lesão na perna.

O Hospital do Círculo não confirma o número de atendidos, mas, extraoficialmete, mais de 10 pessoas teriam sido assistidas no local em função da inalação de fumaça. Uma circular intena da empresa mencionou 13 pessoas encaminhadas ao serviço de saúde.

Já o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, 14 pessoas foram internadas por terem inalado fumaça e outro funcionário também recebeu atendimento médico por ter sofrido uma luxação no joelho. 

Segundo informações colhidas pela reportagem no local, na manhã desta segunda, quando o incêndio teve início, ao menos, 20 funcionários estavam no pavilhão. O local foi evacuado rapidamente e permanecerá isolado, segundo a assessoria da empresa, até que seja feita a perícia no local.

Outros setores que ficavam distantes poucos metros do local atingido pelo fogo também foram evacuados por precaução. Mas, as atividades nos demais setores da indústria (que não o de pintura) foram retomadas à tarde.

Leia também:
Colheita da maçã no RS começa a se intensificar na semana que vem
Produtores da Serra recebem registro para comercialização de vinho colonial

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros