Prefeitura de Gramado quer tornar cidade interativa - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Turismo 30/01/2018 | 17h30Atualizada em 30/01/2018 | 18h13

Prefeitura de Gramado quer tornar cidade interativa

Parceria com a empresa IBM foi anunciada durante prestação de contas nesta terça-feira

Prefeitura de Gramado quer tornar cidade interativa Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Tornar Gramado uma cidade interativa com a ajuda da tecnologia. Esse é o objetivo do projeto apresentado nesta terça-feira durante a coletiva de imprensa do prefeito João Alfredo Bertolucci (PDT) sobre as contas da administração relativas a 2017.

O projeto Gramado Inteligente pretende, já em 2018, tornar interativos os pontos turísticos do município.  Para isso, a prefeitura empreendeu uma parceria com a empresa IBM.

De acordo com o diretor regional da empresa no sul do Brasil, Marcelo Violento, a IBM vai adaptar o software Watson, que permite que o público interaja com obras de arte em museus nas maiores cidades do mundo, para as ruas de Gramado.

— O que tem de arte em Gramado? Os pontos turísticos. Vamos trazer uma plataforma cognitiva que está sendo usada nos museus. O turista vai poder chegar na frente da igreja de Gramado e perguntar quantas pedras ela tem e o sistema vai responder — exemplifica o executivo da IBM. 

A plataforma poderá ser acessada através de um site e será alimentada permanentemente pelos próprios usuários. A ideia, segundo o diretor da empresa, é incentivar a comunidade local a participar do projeto por meio de uma mecânica de jogo. Com o sistema cada vez mais completo, será possível qualificar ainda mais o turismo na cidade e mapear o perfil dos visitantes.

A prefeitura, por sua vez, não precisou oferecer nenhuma contrapartida na parceria, já que a IBM se beneficiará com a coleta de dados para o aperfeiçoamento da ferramenta,  que já conta com mais de um milhão de usuários no mundo.

— A IBM viu esse projeto como um desafio e vai desenvolver especialmente para Gramado — reforça o prefeito. 

Será a primeira vez que a plataforma será utilizada para toda uma cidade. Para que funcione,  é necessário que Gramado toda tenha conexão à internet nas ruas. A prefeitura não especificou como conectará o município,  mas a rede já deve estar em funcionamento no primeiro semestre de 2018, já que a previsão é de que o software da IBM possa ser testado pelo público a partir de julho.

O projeto Gramado Inteligente prevê ainda a otimização de processos internos da administração pública e a criação de um sistema para o cercamento, vigilância por câmeras e iluminação de espaços públicos. 

Essas iniciativas, juntamente com o anúncio de investimentos em capacitação tecnológica, abre caminho para a diversificação da matriz econômica da cidade, diz o prefeito. 

_ Gramado tem que diversificar a sua economia.  E isso pode ser feito com uma indústria de tecnologia limpa, altamente lucrativa e que ocupe pequenos espaços. Parece que esses componentes são a melhor receita _ acredita Bertolucci.

Na prestação de contas, Bertolucci buscou reforçar dois pontos prioritários para os próximos três anos de gestão,  a preocupação com o interior da cidade e, paralelamente,  com a modernização do município.

_ Gramado não é só a Rua Coberta. Não podemos esquecer as tradições,  que foi o que tornou  cidade o que ela é. Não queremos que a cidade perca seu encanto. Mas, para isso, tem que ter inovação _ definiu.

Ciclofaixa e novo parque em 2018

A  prefeitura de Gramado promete a reinauguração do Parque dos Pinheiros. O espaço, que ficou fechado por 14 anos, segundo a prefeitura, tem potencial para se tornar uma das principais atrações da cidade.
Foto: Renata Garcia / Divulgação

Apesar do olhar para novas matrizes econômicas, o turismo seguirá sendo o carro-chefe de Gramado por muito tempo. A prefeitura vende a cidade como o segundo principal destino turístico do Brasil — ficando atrás somente do Rio de Janeiro, conforme avaliação do site de viagens Tripadvisor.

Foram cerca de seis milhões de visitantes em 2017. Para este ano, os turistas poderão prestigiar duas novas atrações: uma ciclofaixa deve ser inaugurada após o Carnaval. A via terá três quilômetros e fará uma ligação entre o Lago Negro, o Lago Joaquina Rita Bier e o Parque Carrieri.

Também para este ano, a prefeitura promete a reinauguração do Parque dos Pinheiros. O espaço, que ficou fechado por 14 anos, segundo a prefeitura, tem potencial para se tornar uma das principais atrações da cidade.

— É um grande espaço com vegetação e um lago. Queremos que a administração seja feita por uma parceria e que dê segurança para a população frequentar, sem limitar o acesso a ninguém — projeta o prefeito.

Nova marca destaca o amor pela cidade

Durante a prestação de contas, foi lançada uma nova logomarca para a cidade. O símbolo se relaciona com a conhecida mensagem usada pelas principais cidades turísticas do mundo, como "I love New York", por exemplo, e aproveita as letras "ama" na palavra Gramado para reforçar o conceito de que todo mundo que visita acaba amando a cidade.

Leia também:
No Arquivo Histórico, candidatas a rainha da Festa da Uva conhecem detalhes sobre a história de Caxias
Mesmo com aumentos, preço médio da gasolina baixou neste mês em Caxias
Após incêndio na Randon, produção é retomada em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros