Memória: família Mondadori no Rio Grande do Sul - Geral - Pioneiro

Imigração02/01/2018 | 11h08Atualizada em 02/01/2018 | 11h12

Memória: família Mondadori no Rio Grande do Sul

Entre os primeiros imigrantes que vieram para o Brasil, estavam integrantes da família Mondadori

Memória: família Mondadori no Rio Grande do Sul Acervo pessoal de Pedro Ivan de Oliveira Mondadori/Divulgação
Foto: Acervo pessoal de Pedro Ivan de Oliveira Mondadori / Divulgação

2015 é lembrado por marcar os 140 anos da imigração italiana no Estado. Entre 1875 e 1914, milhares de imigrantes aportaram no Brasil, sendo  registrados em um grande livro onde eram anotados o número de registro de cada um e dados pessoais como nome, idade, nacionalidade e data em que saíram do Rio de Janeiro para desembarcar no Rio Grande do Sul, e, após, seguir para as colônias do Estado. Na época, as informações eram guardadas no Livro da Estatística dos Immigrantes que Entraram na Provincia do Rio Grande do Sul durante o Anno de 1888 e Seguiram às Localidades a que se Destinaram, documento arquivado no Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul, onde existem informações sobre inúmeras famílias de imigrantes. 

Imigração da família Mondadori
Foto: Pércio de Moraes Branco / Divulgação

Lá, estão dados sobre os primeiros Mondadori que vieram para o Brasil, registrados sob números 837 a 843. 

A família era composta por Maria Mondadori, na época viúva, e pelos filhos Calixto Emílio e Giacomo. Junto consigo, Calixto Emílio trouxe a esposa, Giuseppa, e os dois filhos, Romulo e Umberto, assim como Giacomo, que veio acompanhado da esposa, Vitalina, na época grávida do filho Primo, que nasceria três meses depois, já em terras brasileiras.

Em 11 de janeiro de 1888, os Mondadori partiram do Rio de Janeiro a bordo do navio Rio Negro, chegando ao Rio Grande do Sul oito dias depois e partindo, após, rumo à Colônia Caxias, estabelecendo-se no atual município de Antônio Prado. Ali, a família construiria a casa de comércio Mondadori & Irmão Ltda, que se tornaria, posteriormente, local de trabalho de parte da comunidade local.

Em 1968, foram comemoradas, em Caxias do Sul, as bodas de ouro de Pedro Mondadori e Aurelia Lunardi Mondadori, demonstrando a sobrevivência da linhagem da família no Estado.

Espírito empreendedor

Imigração da família Mondadori
Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

Os Mondadori também se espalharam por outras regiões do Estado. Em Sananduva, por exemplo, a família fundou empreendimentos hoteleiros, auxiliando no desenvolvimento comercial da comunidade e no fortalecimento do nome da família no Rio Grande do Sul. 

Na foto acima, o registro de Rovílio, filho de Primo Mondadori, um dos proprietários do hotel, com o filho mais velho, Primo Mondadori Neto, na frente do antigo Hotel Mondadori, localizado no centro da cidade.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros