Frei Jaime: todos os dias é necessário recomeçar - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião08/01/2018 | 09h13Atualizada em 08/01/2018 | 09h13

Frei Jaime: todos os dias é necessário recomeçar

Se algo não deu certo é imprescindível empreender uma retomada e, se necessário, dar uma guinada para reverter o cenário

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

  "-Comece de novo! –Por onde? –Por dentro!" (S. Surita).

Todos os dias é necessário recomeçar. Porém, nem sempre é fácil saber por onde começar. Dependendo da ótica, muitas são as possibilidades e opções. Encontrar o caminho certo, a melhor alternativa, requer reflexão. Todas as escolhas carregam consigo consequências. Ser assertivo é um desejo e, naturalmente, a única opção eficaz. Se algo não deu certo é imprescindível empreender uma retomada e, se necessário, dar uma guinada para reverter o cenário. Mas há um ponto de partida que pode oferecer o melhor: começar por dentro.

A interioridade humana é o espaço das decisões e das convicções. Pensar e repensar não desgasta, simplesmente agiliza para que o melhor aconteça. A grande maioria permanece na superficialidade, tem dificuldade de adentrar para alcançar as profundezas do ser. Quem fica apenas na superfície corre o risco de multiplicar erros e de viver enganos com perdas significativas. Começar de novo não deve ser uma frustração, pelo contrário, uma alegre oportunidade de aproximar-se da vitória.

Perder tudo não é uma derrota, mas um aprendizado. Normalmente as pessoas que não são bem sucedidas sentem vergonha dos outros, se preocupam com o que vão dizer. É preciso um pouco de cuidado: não se deixar levar pelas opiniões alheias. Errar faz parte da condição humana. Aprender com os erros cometidos, no entanto, é uma oportunidade ímpar, um novo horizonte que se descortina diante da humildade de um coração errante. Começar por dentro: resgatar o melhor que está na essência do ser e abraçar a vida com aquele vigor próprio de quem entendeu que viver é vencer. Estar vivo é a melhor vitória!

Leia também
Nivaldo Pereira: ser alguém no mundo
Pedro Guerra: o ano da curandré Costantin: migalhas e ficções

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros