Criação de novas casas lares em Caxias do Sul esbarra em falta de interessados - Geral - Pioneiro

Crianças e adolescentes12/01/2018 | 12h22Atualizada em 12/01/2018 | 12h22

Criação de novas casas lares em Caxias do Sul esbarra em falta de interessados

Ninguém apresentou proposta na licitação para selecionar uma entidade para administrar os espaços

Criação de novas casas lares em Caxias do Sul esbarra em falta de interessados Daniela Xu/Agencia RBS
Foto: Daniela Xu / Agencia RBS

A criação de três novas casas lares em Caxias do Sul esbarrou na falta de interessados. Ninguém apresentou proposta na licitação para selecionar uma entidade para administrar os espaços. A abertura dos envelopes estava marcada para as 14h desta quinta-feira. O edital foi publicado no início de dezembro

Cada casa tem capacidade para até oito crianças e adolescentes, e é administrada por um pai ou mãe social. Conforme a Fundação de Assistência Social (FAS), uma nova estratégia será definida até a semana que vem. 

Caxias do Sul tem atualmente 12 casas lares e três abrigos de acolhimento. Cada abrigo tem capacidade para 20 crianças e adolescentes mas, frequentemente, há superlotação. Com a implantação das casas lares, a perspectiva é ampliar a capacidade de acolhimento de crianças e adolescentes em 24 vagas.

Leia mais
FAS de Caxias prevê três serviços em imóveis ocupados por associações de bairros
Mão Amiga atenderá o albergue municipal de Caxias do Sul

->
 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros