Advogado gaúcho morre em acidente de lancha no Rio de Janeiro - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Angra dos Reis03/01/2018 | 21h22Atualizada em 03/01/2018 | 21h22

Advogado gaúcho morre em acidente de lancha no Rio de Janeiro

Giordano Catucci Boza morreu após dois dias internados no Hospital de Japuíba

Um advogado gaúcho morreu após um acidente de lancha em Angra dos Reis, no litoral do Rio de Janeiro. Natural de Gramado, Giordano Catucci Boza, 29 anos, teria caído da embarcação no dia 31 de dezembro e foi atingido pelas hélices. Ele morreu em atendimento no Hospital Geral de Japuíba na terça-feira, vítima de parada cardíaca. As informações são da Rádio Gaúcha.

A Marinha do Brasil afirma que foi informada sobre o caso na terça e que vai apurar as causas e responsabilidades. Ainda não há detalhes sobre como ocorreu o acidente. 

O corpo de Boza chegará nesta quarta-feira (3) à Capela da Floresta, em Gramado, às 18h, onde será velado. O enterro será na quinta-feira (4), às 10h.

A seccional gaúcha da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS) emitiu nota lamentando o falecimento e afirmando que “a advocacia perde um promissor profissional”.

 "A OAB/RS e a Subseção Canela Gramado lamentam o falecimento do advogado gramadense Giordano Catucci Boza, 29 anos, que se envolveu em acidente de lancha, no Rio de Janeiro, no último dia 31 de dezembro, vindo a falecer na manhã deste dia 2 de janeiro. A advocacia perde um promissor profissional. Aos familiares nosso pesar pela rápida, porém intensa, passagem do colega e nosso afetuoso abraço nesse momento triste." 

Leia também:
Idosa morre na recepção da UPA de Caxias do Sul e família alega negligência
Homem é assassinado a facadas em Caxias do Sul
Casos de afogamento na Serra alertam para cuidados ao se refrescar nas águas

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros