Memória: governador Sartori no legislativo caxiense - Geral - Pioneiro

Política29/12/2017 | 08h00Atualizada em 29/12/2017 | 08h00

Memória: governador Sartori no legislativo caxiense

Sartori prestigiou a inauguração da atual sede do Legislativo em 1996

Memória: governador Sartori no legislativo caxiense Roni Rigon/banco de dados
Foto: Roni Rigon / banco de dados

Neste ano, o Legislativo de Caxias do Sul enalteceu a trajetória de 125 anos da instalação do Conselho Municipal. Conforme o livro Os Podres Fazem História, de Guiomar Chies, no dia 26 de setembro de 1892 inaugurou-se a atividade legislativa.

Desde então, a câmara de vereadores foi constituída por expressivas lideranças. Entre os personagens, evidencia-se o atual governador do Rio Grande do Sul, que iniciou sua trajetória numa conquista eletiva em 1976. Filiado ao MDB, Sartori fez a terceira melhor votação no partido, obtendo 2.297 votos.

O promissor jovem político permaneceu na vereança no período de 1977 a 1982. A eleição para deputado estadual, em 1982, indicou e solidificou sua vocação com o universo legislativo. Fiel ao PMDB, Sartori concorreu para prefeito nas eleições de 1992. Em 1998, presidia a Assembleia do Estado. Em 2002 foi eleito deputado federal. Sua vitória para a administração de Caxias do Sul viria em 2004, deixando de vez a função legislativa, tornando-se um gestor público.

Habilidoso, agregou forças para implantar inovações em todas as áreas. A coligação com o PDT e PSB demonstrou sua sensibilidade harmoniosa com as correntes políticas.

Entre as obras, destacam-se a construção do Postão 24 Horas. No interior, asfaltou as vias principais. No saneamento básico, construiu a maior estação de tratamento de esgoto. O projeto do Marrecas, embora tenha sido incompreendido por algumas correntes equivocadas, garantiu uma excelente reserva de água. Hoje, muitas cidades convivem com a falta de água, Caxias do Sul está livre deste problema. O projeto habitacional é outra marca de sua administração.

 Linguagem elevada na política

 Primeira sessão da Câmara de Vereadores de 2010, com a presença do prefeito José Ivo Sartori.
 Prefeito Sartori participou da 1ª Sessão do Legislativo, no ano de 2010Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

José Ivo Sartori forjou sua dialética em meios aos livros e no movimento estudantil. Estudante de Filosofia na UCS, passou os anos da ditadura encontrando alternativas pacíficas para superar os desafios. Trouxe para Caxias nomes consagrados da vida artística, bem como retomou a realização da feira do livro na Praça Dante, em 1976.

Nas concorridas eleições, nunca usou o oportunismo e o ataque depreciativo. Seus 40 anos de vida pública atestam a virtude da compreensão para solução dos problemas que afligem o Brasil.

Governador Sartori na história caxiense

Diplomação de eleitos do Executivo e Legislativo na câmara de Vereadores de Caxias do Sul. Na foto, o prefeito eleito, José Ivo Sartori.
Sartori recebe a diplomação de prefeito no Legislativo, em dezembro de 2004Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Nascido em Farroupilha, José Ivo Sartori é confundindo como um legítimo caxiense. Seus estudos realizados na Universidade de Caxias do Sul, a filiação ao diretório do PMDB caxiense, bem como seu domicílio há 45 anos na cidade e duas vezes prefeito, confundem sua origem natal.

Durante a inauguração da Delegacia de Polícia Civil, no dia 15 de dezembro, onde compareceram empresários e delegados como Luiz Carlos dos Santos e Hermínio Dutra, que atuaram na década de 1980, foi possível constatar o forte vínculo de Sartori com o passado de Caxias do Sul.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória 

 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros