Investigações devem apontar causas do acidente que vitimou três servidores da prefeitura de Caxias - Geral - Pioneiro

Mortes no interior03/12/2017 | 19h51Atualizada em 03/12/2017 | 19h51

Investigações devem apontar causas do acidente que vitimou três servidores da prefeitura de Caxias

A manutenção do caminhão-caçamba estava em dia, conforme Secretaria de Obras

Investigações devem apontar causas do acidente que vitimou três servidores da prefeitura de Caxias Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A Delegacia de Trânsito de Caxias e a prefeitura do município começarão nesta segunda-feira (4) as investigações para apurar o que causou o acidente que matou três servidores públicos na tarde da última sexta (1)

A fatalidade aconteceu no distrito de Santa Lúcia do Piaí, enquanto os funcionários do município realizavam a manutenção da Estrada Municipal João Edgar Jung, na localidade de Linha Sebastopol. 

Leia mais:
Corte de verbas do Financiarte volta à pauta em assembleia da UAB, em Caxias
Estudantes e professores se unem para reformar horta e pintar muros de escola pública de Caxias

No acidente, morreram Leonardo Antonio Zanol, 46 anos, Gilnei Luiz Gueras, 51, e Luiz Antonio Frizzo, 60. Zanol era caroneiro do caminhão. Gueras e Frizzo estavam na estrada fazendo o recolhimento de pedras quando o caminhão desgovernado desceu a estrada. Juraci Leite, 61, conduzia o veículo e está internado no Hospital Pompéia. O servidor que saiu ileso foi Raimundo Lazzarotto, 56.

Frizzo chegou a ser socorrido, mas morreu na ambulância a caminho do hospital. As outras duas vítimas morreram no local.  Como na região não há sinal de telefone celular, o socorro foi possibilitado graças um carro que passou na estrada e auxiliou os sobreviventes.  

A despedida aos três funcionários da prefeitura ocorreu coletivamente na Igreja de Santa Lúcia do Piaí. O sepultamento foi realizado na tarde de sábado (2), no cemitério da comunidade.

Manutenção estava em dia, afirma secretário 

A prefeitura de Caxias vai instaurar uma sindicância interna para detectar a causa do acidente. Conforme o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Leandro Pavan, o caminhão-caçamba (ano 2006, marca Volkswagen, placa INK-1864) havia passado por uma inspeção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em novembro e estava apto a ser utilizado. Ele diz que a partir desta segunda devem ser analisados os rastreadores que indicam, entre outras coisas, a velocidade e o local onde o veículo estava. 

AS VÍTIMAS

Gilnei Luiz Gueras, 51 anos
::
Deixa a esposa e duas filhas. Ele era funcionário da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento há 24 anos. No momento do acidente, ele recolhia as pedras da estrada com os colegas Luis Antônio Frizzo e Raimundo Lazzaroto.

Leonardo Antônio Zanol, de 46 anos
::
Zanol era caroneiro do caminhão envolvido no acidente. Ele morreu no local. O servidor público trabalhava na prefeitura desde 1992 pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Zanol deixa a mulher e três filhos. 

Luis Antônio Frizzo, 60 ano
::
Frizzo era servidor municipal desde 1987, respondendo à Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Solteiro, morava com uma irmã em Santa Lúcia do Piaí. Ele estava na estrada auxiliando os outros dois colegas a recolher pedras no momento do atropelamento. 

Motorista segue no Pompéia

O Pioneiro tentou contato na tarde deste domingo (3) com o motorista Juraci Leite, que está internado no Hospital Pompéia desde o dia do acidente. A mulher dele, Lourdes Leite, informou que o marido não tinha condições de conversar com a reportagem em função dos ferimentos. 

Segundo ela, Juraci teve braços e quatro costelas quebrados, e o pulmão perfurado no acidente. Com o impacto da batida, também ficou com hematomas espalhados pela cabeça, pernas e outras partes do corpo. Ainda que o quadro de saúde dele venha apresentando melhoras, ainda não há perspectiva de alta para o paciente. Neste momento, os médicos vetaram visitas.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros