Primeiro dia do Enem reflete foco dos participantes em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Educação05/11/2017 | 17h36Atualizada em 13/11/2017 | 11h19

Primeiro dia do Enem reflete foco dos participantes em Caxias do Sul

Os estudantes têm até as 19h deste domingo para concluir as provas

Primeiro dia do Enem reflete foco dos participantes em Caxias do Sul Narcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Narcelo Casagrande / Agencia RBS

O movimento tranquilo no pátio do Instituto de Educação Cristóvão de Mendoza, em Caxias do Sul, pouco antes das 17h deste domingo, mostrou que os candidatos procuraram aproveitar bem o tempo para conseguir um bom resultado na primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes têm até as 19h deste domingo para concluir as provas. 

Diferentemente dos outros anos, a prova desta vez foi dividida em dois fins de semana, o que garantiu mais energia para responder às questões e escrever a redação. A habitual cena de várias pessoas saindo ao final do tempo mínimo de prova - duas horas e meia -, não se repetiu esse ano. A movimentação do lado de fora se resumiu a representantes de cursinhos pré-vestibulares.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 05/11/2017 - Candidatos vivem o primeiro dia de prova do Enem. NA FOTO: Ivanir de Fátima Medim, 43 anos, quer cursar medicina ou farmácia.  (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Ivanir de Fátima Medim, 43 anos, pretende cursar medicina ou farmáciaFoto: Narcelo Casagrande / Agencia RBS

Sempre temida, a redação apresentou um assunto voltado a pessoas com deficiência. Com o tema Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil, a prova exigiu dos participantes a habilidade de discorrer sobre a acessibilidade dentro da educação para surdos no país. Assunto foi fácil de ser desenvolvido pela candidata Ivanir de Fátima Medim, 43 anos.

- A redação foi fácil. Eu nem imaginava que ia ser isso, gostei de fazer porque eu faço parte desse mundo. Tenho deficiência auditiva também e sei o tamanho do problema - destaca.

Tentando obter uma boa nota para conseguir vaga em Medicina, Ivanir conta que esse já é o sexto ano em que faz o exame. No ano passado, mesmo aceita em um curso de Direito, decidiu esperar.

-- Se eu não conseguir esse ano, tento conseguir em Farmácia. Depois vou tentar a reopção. Ano passado faltaram cinco pontos para conseguir uma bolsa -  revela.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 05/11/2017 - Candidatos vivem o primeiro dia de prova do Enem. NA FOTO: Nicaua Kullmann, 34 anos, cursa medicina veterinária e está em busca de uma bolsa de estudos..  (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Nicaua Kullmann, 34 anos, cursa medicina veterinária e está em busca de uma bolsa de estudosFoto: Narcelo Casagrande / Agencia RBS

No Cristóvão, o Pioneiro também encontrou Nicaua Kullmann, 34, que já cursa Medicina Veterinária na Universidade de Caxias do Sul (UCS). Em busca de uma bolsa de estudos, ela aponta que a separação da prova em dois finais de semanas foi positiva:

- Eu achei a prova mais difícil do que no ano passado. O que vai favorecer a gente é que o restante fica para o domingo que vem. Isso tira um pouco do cansaço. 

Sobre o tema da redação, a estudante reflete sobre a urgência do assunto e analisa como a surdez se faz presente diariamente na vida de todas as pessoas.

- É o básico, o mínimo. Se tu vê reportagens e participa da globalização, tu entende isso. Libras é presencial na vida de todo mundo hoje. A questão dos surdos é realidade, é um tema muito importante - defende.

Além da redação, o primeiro domingo teve questões das áreas de Ciências Humanas e Linguagens e Tecnologias, nas quais, além de artistas e personalidades como Picasso, Chico Buarque e Clarice Lispector, misturaram-se nomes como James Bond, Racionais MC e Gregório Duvivier. No próximo domingo, serão aplicadas as questões de Ciências da Natureza e Matemática.

Vai fazer o Enem? VEJA DICAS





 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros