Missa festiva campal homenageia padroeira Santa Catarina em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Celebração26/11/2017 | 09h37

Missa festiva campal homenageia padroeira Santa Catarina em Caxias do Sul

Celebrações, que se iniciaram ainda em outubro, encerram neste domingo

Missa festiva campal homenageia padroeira Santa Catarina em Caxias do Sul Felipe Michelon Padilha/Divulgação
Foto: Felipe Michelon Padilha / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

A Paróquia Santa Catarina, de Caxias do Sul, está em festa neste final de semana com as comemorações do dia da padroeira, Santa Catarina de Alexandria, em 25 de novembro. Como o lema "Santa Catarina, aumentai nossa fé e defendei-nos do mal", a programação já teve início em outubro, com missas celebradas em diversos grupos de família do bairro.

Leia mais:
Especialista em Justiça Restaurativa defende criação de espaços permanentes para resolução de conflitos
É difícil ouvir 'se tu denunciar, eu te mato', lembra irmã de mulher queimada em Caxias do Sul

No sábado houve celebração nas intenções das famílias e doentes da comunidade. O ponto alto das comemorações ocorre no domingo. Às 10h, haverá missa festiva campal, seguida de procissão motorizada e a pé e bênção aos veículos. A carreata, que parte da igreja (Rua Matteo Gianella, 1.291) terá à frente a Banda Marcial da Escola Estadual Santa Catarina. 

Ao meio-dia, no Salão Paroquial, haverá um almoço de confraternização. Os ingressos custam R$ 48. O cardápio terá sopa de agnolini, carne lessa, pien, risoto, maionese, saladas, galeto, churrasco, carne de porco, pão, vinho, refrigerante e café com biscoito. Os ingressos podem ser adquiridos na Secretaria Paroquial até este sábado pela manhã. Mais informações (54) 3211-3510.

Ainda no domingo, às 19h, a missa dará abertura ao Ano Nacional do Laicato, convocado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A Paróquia Santa Catarina foi criada em 25 de março de 1954, por Dom Benedito Zorzi. A escolha da santa de Alexandria como padroeira se deve ao fato de que, nos primórdios do bairro, havia moinhos, lanifícios e outras empresas de grande porte instaladas na localidade que trabalhavam, sobretudo, com rodas e engrenagens. Catarina foi canonizada pela Igreja Católica após ser torturada pelos romanos em uma roda de engrenagens por volta do ano 305.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros