Ruas e praças de Caxias do Sul estão sem manutenção - Geral - Pioneiro

Áreas públicas26/10/2017 | 08h00Atualizada em 26/10/2017 | 08h00

Ruas e praças de Caxias do Sul estão sem manutenção

Prefeitura alega que situação ocorre em função da chuva dos últimos dias

Ruas e praças de Caxias do Sul estão sem manutenção Roni Rigon/Agencia RBS
Praça do bairro Cristo Redentor está com a vegetação muito alta Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Não foram somente as rodovias estaduais e federais que sofreram com a chuva dos últimos dias. Basta uma circulada pelas ruas de Caxias do Sul para ver que as vias também estão com o asfalto cedendo ou com os paralelepípedos fora do lugar. A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos, responsável pelos reparos, alega que a chuva que caiu neste mês forçou a abertura de novos buracos e também dificultou o conserto nas vias mais afastadas do Centro. Somente neste mês, até ontem, a secretaria recebeu 46 solicitações para manutenção de ruas na cidade - todas registradas via Alô Caxias (telefone 156). Essa demanda não inclui as perimetrais e as vias da área central porque, segundo o secretário de Obras, Leandro Pavan, são trechos que têm prioridade nos reparos devido ao grande fluxo de veículos.

Leia mais
BM encontra esconderijo de armas de facção que atacou pontos de tráfico em Caxias do Sul
Com nova estrutura do Fórum de Caxias do Sul, expectativa é de que processos ganhem mais agilidade 

Ciente dos problemas que ocorrem no asfalto cada vez que chove por vários dias, a secretaria garante que os serviços de tapa-buracos são realizados constantemente pela Codeca. A fresagem, que é o recapeamento do asfalto, trabalho mais complexo e feito em pontos críticos de erosão, também é executada em curtos períodos. Nesta semana, por exemplo, este trabalho está sendo elaborado na Perimetral Sul. Equipes da secretaria também circulam pela cidade e, caso encontrem buracos em uma via, o serviço é registrado e consertado conforme a demanda. Somente buracos em loteamentos embargados e não regularizados não estão sendo tapados, segundo a prefeitura. Mas, em função do grande número de ruas da cidade, a secretaria de Obras pede ajuda da população para que avise, via Alô Caxias, onde estão os defeitos.

A chuva dos últimos dias também teria dificultado a manutenção de praças públicas. Na área de convivência do bairro Cristo Redentor, por exemplo, a vegetação está alta, dificultando a passagem de pedestres em alguns pontos. O serviço é realizado pela Codeca e, segundo o gerente operacional da companhia, Igor Rossi, a roçada estava programada para agosto, mas não ocorreu em função da chuva. Agora, a equipe responsável por essa área planeja cortar o mato até o final desta semana, caso a previsão continue não indicando mais chuva.

— Temos uma equipe específica somente para cuidar das praças, parques, escolas e unidades básicas de saúde. Não é descaso, só não conseguimos realizar esse serviço com chuva. Também temos a questão de que a grama cresce muito mais nessa época, com chuva e calor, então parece que se passou muito tempo para manutenção, mas não é verdade — justifica.

Dependendo da zona da cidade, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) é quem deve fazer a roçada nas áreas públicas. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, esse serviço é terceirizado e ocorre de maio a setembro (uma vez por mês) e de setembro a abril (duas vezes por mês).

Reclamações

Para comunicar a prefeitura de Caxias sobre buracos nas ruas ou falta de manutenção nas áreas públicas, o telefone do Alô Caxias é o 156.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros