Profissional do Postão 24 Horas que atendeu bailarino em Caxias do Sul diz que artista não se identificou - Geral - Pioneiro

Confusão em performance 29/10/2017 | 20h30Atualizada em 30/10/2017 | 08h54

Profissional do Postão 24 Horas que atendeu bailarino em Caxias do Sul diz que artista não se identificou

Igor Medina ficou detido por oito horas após performance na Praça João Pessoa

Profissional do Postão 24 Horas que atendeu bailarino em Caxias do Sul diz que artista não se identificou Diogo Sallaberry/Divulgação
Bailarino Igor Cavalcante Medina (de frente) teve uma apresentação de dança na manhã de sábado confundida com surto psicótico Foto: Diogo Sallaberry / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

CORREÇÃO: a performance do bailarino Igor Cavalcante Medina ocorreu na Praça João Pessoa, e não na Praça da Bandeira, com informou a matéria. A informação incorreta permaneceu publicada entre as 9h59min do dia 29/10/2017 até as 8h45min do dia 30/10/2017.

Um dos profissionais do Postão que atendeu Igor Medina no sábado afirma que o bailarino não fez esforço para esclarecer se estava lúcido ou transtornado. O servidor pediu para não ser identificado.

— Não quero fazer falso julgamento, atendi ele na chegada à emergência. Depois, foi para a observação e não conversei com a psiquiatra, não sei o que ele explicou para ela. O fato é que quando chegou à emergência estava ora agitado, ora ficava quieto, e quando falava usava palavras completamente desconexas. Em momento algum,  ele falou que estava encenando alguma coisa, fazendo arte — rebate o servidor público.

— Só no final da tarde apareceram algumas pessoas no PA (Pronto-Atendimento 24 Horas) que se diziam ser amigas dele. Na minha modesta opinião, tudo teria terminado de outra maneira se em algum momento ele tivesse se identificado — complementa.

Leia mais:
Bailarino ficou 8 horas amarrado depois de ser parado por guardas durante performance em Caxias do Sul
Performance em praça é confundida com surto e bailarino é levado para atendimento psiquiátrico em Caxias do Sul

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela gestão do Postão, onde Medina ficou por oito horas, afirmou que só poderia se manifestar sobre o caso a partir de segunda-feira.

Entenda o caso:
Misto de protesto e arte, a performance de Medina foi confundida com um surto psicótico e ele foi levado à força para o Pronto-Atendimento 24 Horas em Caxias do Sul. O caso aconteceu no final da manhã de sábado, na Praça João Pessoa, no bairro São Pelegrino.

Medina é integrante da Companhia Municipal de Dança e a apresentação "Fim.", que fazia parte da programação do 8º Caxias em Movimento divulgada pela Prefeitura de Caxias do Sul. Segundo o diretor da Guarda Municipal, Ivo Rauber, os agentes foram acionados para verificar o que um homem fazia parado na Praça da Bandeira. Ele relata que o atendimento foi liderado pela equipe do Samu, que decidiu pela contenção com o uso de colete e o encaminhamento para uma unidade de saúde. Rauber ressalta que, em nenhum momento, os agentes da Guarda utilizaram a força na abordagem.

Em nota oficial, a prefeitura afirma que está apurando os fatos:

"A prefeitura de Caxias do Sul informa que está apurando as informações sobre a abordagem ao bailarino da Cia. Municipal de Dança, realizada pela Guarda Municipal neste sábado (28/10). A partir desta segunda-feira (30/10), a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS) começará a ouvir os relatos dos envolvidos para esclarecer a situação e dar os encaminhamentos necessários. Logo os fatos sejam esclarecidos, a prefeitura voltará a se manifestar oficialmente sobre o caso."

Assustado com o ocorrido, o bailarino optou por se afastar de Caxias do Sul neste domingo. Por telefone, Medina deu a sua versão dos fatos e negou que tenha ignorado as perguntas da Guarda Municipal. Ele ressalta que cada integrante da Companhia Municipal de Dança ficou responsável por criar um trabalho solo, de temática livre, para apresentar no Caxias em Movimento e que todos os trabalhos foram previamente autorizados pela Prefeitura para serem apresentados nestes locais públicos.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros