Memória: Vivências da família de Angelo Buffon - Geral - Pioneiro

Encontro27/10/2017 | 16h54Atualizada em 27/10/2017 | 16h54

Memória: Vivências da família de Angelo Buffon

No próximo dia 29 de outubro, a família vai realizar o primeiro encontro da família Buffon

Memória: Vivências da família de Angelo Buffon Angelo Buffon/Acervo pessoal
Maria e Angelo Buffon posam em registro familiar em companhia com os nove filhos Foto: Angelo Buffon / Acervo pessoal

Proveniente da cidade de Valdobbiadene, na província de Treviso, Itália, Giuseppe Buffon chegou ao Brasil ainda criança, acompanhados dos pais Contanzo e Rosa Buffon. Depois de um tempo, adulto e bem estabelecido em terras brasileiras, Giuseppe conheceu Cândida Catuzzo, também italiana da região de Treviso, que chegou ao Brasil ainda jovem. 

Após um período de namoro, os dois casaram-se e se passaram a morar na Zona Alegre, interior do bairro de Ana Rech. Lá, tiveram seis filhos: Angelo, Maria, Francisca, Maximiliano, João e Joana. Angelo, o filho mais velho, se casou em 1926 com a italiana Maria Biondo, indo morar em São Gotardo de Ana Rech.

Memória da família de Angelo Buffon
Registro do casamento da filha primogênita de Angelo, Lorita Buffon, com Domingos BisolFoto: Acervo Família Buffon / Divulgação

Após servir ao quartel durante dois anos, Angelo, juntamente com Maria, adquiriu terras em São Braz, onde tiveram seus nove filhos: Lorita, Leonida (in memoriam), Leonilda, Noralina, Esterina, Dely (in memoriam), Adelina, Ary (in memoriam) e Adenir.

Além da agricultura, Angelo trabalhava como carreteiro, vendendo lenha para a cidade de Caxias do Sul. Com uma vida simples, eles criaram as crianças. Quando adultos, os filhos se casaram e continuaram morando no município de Caxias do Sul.  

A primogênita da família de Angelo está, atualmente, com 88 anos de idade, e reside com a família em Caxias do Sul.

Certidão recuperada

Ao tentar realizar o levantamento de documentos para um pedido de cidadania italiana, um fato inusitado ocorreu com a família. Após buscar em várias capelas, um padre que já havia retornado de forma negativa quanto ao encontro da certidão de nascimento de Giuseppe, retornou novamente, após alguns dias, informando que havia encontrado um livro perdido em meio as pipas de vinho sob a igreja. O livro, segundo o padre, teria sido escondido durante à guerra, para escapar as queimadas frequentes da época. Dentro, estava escondida a certidão de batismo de Giuseppe de 1870, documento que esteve recluso durante quase 150 anos. 

Encontro

Memória da família de Angelo Buffon
Retrato dos irmãos Leonilda, Esterina, Dely, Adelina, Adenir e Ary na infânciaFoto: Acervo Família Buffon / Divulgação

No próximo dia 29 de outubro, a família vai realizar o primeiro encontro da família Buffon. A ideia é reunir, no evento, cerca de 80 pessoas entre filhos, netos e bisnetos. Com a finalidade de aproximar os parentes e relembrar o patriarca e a matriarca da família, a reunião ocorre na Paróquia Perpétuo Socorro, no bairro Presidente Vargas. A bênção se inicia à partir das 8h, seguida do almoço. Para mais informações, entrar em contato com Elsa, pelo número (54) 32121925.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória 


-->
 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros