Egressos do Senai Mecatrônica de Caxias do Sul conquistam ouro em competição nos Emirados Árabes - Geral - Pioneiro

Ensino profissionalizante 25/10/2017 | 17h14Atualizada em 25/10/2017 | 17h14

Egressos do Senai Mecatrônica de Caxias do Sul conquistam ouro em competição nos Emirados Árabes

Jovens disputaram provas com outras 34 duplas de vários países. Delegação brasileira obteve o segundo lugar geral no ranking de conquistas, atrás somente da Rússia

Egressos do Senai Mecatrônica de Caxias do Sul conquistam ouro em competição nos Emirados Árabes Lucas Tochetto / Arquivo Pessoal /Arquivo Pessoal
Na foto com as medalhas: Gustavo Zarpelon, Ademir Bassanesi e Lucas Tochetto Foto: Lucas Tochetto / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Pioneiro
Pioneiro

Egressos do Instituto Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Tecnologia em Mecatrônica de Caxias do Sul, Gustavo Zarpelon, 20 anos, de Carlos Barbosa, e Lucas Tochetto, 21, de Vacaria, começaram a semana recebendo homenagens pelo feito no 44° WordSkills Competition (Competição Internacional de Profissões Técnicas), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. 

 A dupla de estudantes da Serra conquistou a medalha de ouro na área de mecatrônica na competição, realizada entre os dias 15 e 18 de outubro. Na terça-feira, acompanhados do diretor do Instituto Senai de Tecnologia em Mecatrônica, Fabrício Liberali Campana, os jovens foram homenageados na Câmara de Vereadores e, depois, recebidos pelo prefeito Daniel Guerra (PRB). À tarde, também receberam distinção da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. 

Foto: Lucas Tochetto / Arquivo Pessoal, divulgação

 A dupla e o expert caxiense Ademir Bassanesi integraram a comitiva de 56 brasileiros que representaram o país na competição. A delegação obteve o segundo lugar geral no ranking de conquistas, atrás somente da Rússia. Os brasileiros voltaram para casa com sete medalhas de ouro, cinco de prata e três de bronze, além de 26 certificados de excelência. Membros de institutos federais e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) também fizeram parte do grupo. 

 — A competição em Abu Dhabi foi uma experiência incrível. Nos consagramos campeões mundiais em mecatrônica competindo com outras 34 duplas. O mais legal disso tudo é saber que conseguimos colocar o Brasil no lugar mais alto do pódio, passando a ser referência na ocupação de mecatrônica — comemora Tochetto.

De acordo com estudante, o treinamento para a competição começou em agosto de 2015, ainda quando ele e o colega estavam no  Senai.

— Em agosto de 2016, quando ocorreu a seletiva para a WorldSkills, ficamos em primeiro lugar. Em janeiro deste ano, iniciamos um treinamento em Brasília, que se estendeu até 6 de outubro. Todas as provas de competição são surpresa, por isso em nosso treinamento realizamos diferentes provas, para quando chegar à competição ter a certeza de que estamos preparados — conta.

Na competição, os participantes têm de executar tarefas do dia a dia das profissões que escolheram, no caso dele e de Zarpelon, mecatrônica.

— Trabalhamos com sistemas MPS, que são módulos desenvolvidos para representar a indústria em escala reduzida, através de uma forma didática para o ensino em escolas. A prova é composta por seis módulos, sendo que a cada módulo o sistema aumenta. Durante as tarefas, é necessário o conhecimento de mecânica, elétrica, pneumática, programação e planejamento para a entrega da tarefa ocorrer o mais rápido possível — revela Tochetto.

Foto: Lucas Tochetto / Arquivo Pessoal, divulgação

Como prêmio, os rapazes, que já concluíram a formação técnica em mecatrônica pelo Senai, receberam uma bolsa de estudos de R$ 5 mil cada, por dois anos.

— Vamos fazer faculdade e curso de inglês. Agora queremos o diploma de engenheiro. A expectativa é levar todo o aprendizado para a indústria, automatizando linhas de produção e otimizando sistemas já existentes — planeja.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros