Dnit promete estudos de viabilidade e projeção de custos para melhorias na BR-116 entre São Marcos e Caxias - Geral - Pioneiro

Infraestrutura09/10/2017 | 20h58Atualizada em 09/10/2017 | 21h07

Dnit promete estudos de viabilidade e projeção de custos para melhorias na BR-116 entre São Marcos e Caxias

Reunião entre órgão federal e empresários do segmento do transporte ocorreu na manhã desta segunda

Dnit promete estudos de viabilidade e projeção de custos para melhorias na BR-116 entre São Marcos e Caxias Daniel Corrêa/Divulgação
Nova reunião deve ocorrer dentro dos próximos 45 dias. Foto: Daniel Corrêa / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) não prometeu obras para logo, mas garantiu que apresentará em breve uma projeção de custo e a viabilidade para executar melhorias em 11 pontos da BR-116, no trecho entre Caxias do Sul e São Marcos. 

A resposta foi informada a empresários do segmento de transporte da região, que se reuniram nesta segunda-feira com representantes do órgão federal na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul. As demandas foram apresentadas por meio de um vídeo que apontou as intervenções que são necessárias para reduzir os riscos de acidente com ônibus e caminhões que trafegam por um trecho de quase 30 quilômetros entre as duas cidades. 

Leia mais:
Empresários reivindicam melhorias na BR-116 em reunião na CIC de Caxias
Mortes no trânsito já ultrapassaram os números de 2016, na Serra

O Dnit prometeu analisar as reivindicações e encaminhar respostas aos empresários ainda no mês de novembro. O diretor de Infraestrutura e Política Urbana da CIC, Delmar Perizzolo, avaliou o encontro de forma positiva.

— Realmente acreditamos que eles (o Dnit) não têm verba no momento, mas nossas reivindicações são relativamente simples, então esperamos uma reposta positiva o quanto antes — afirma.

Ele cita que as melhorias consistem, principalmente, em alterações de obstáculos que se encontram em curvas e nas margens da rodovia, entre os quais,  árvores e pedras que avançam sobre o limite da lateral da pista.

— Não seria muito complicado resolver os problemas e são situações que resultam em acidentes que, além de trazer riscos ao motoristas, bloqueiam todo o tráfego, pois estamos de certa forma ilhados por dependermos apenas do transporte ferroviário — explica.

O superintende do DNIT, Hiratan Pinheiro da Silva, admite ser improvável a realização das melhorias em curto prazo. Porém, reitera compromisso em apresentar projeções de custos e viabilidade ao empresários em 45 dias.

— Nosso recurso para este ano já esgotou e as intervenções sugeridas pelos empresários não constam como destinação da próxima verba que vamos receber. Ainda assim, vamos avaliar os valores e as condições técnicas para atendermos o quanto antes essas demandas — afirma.

No encontro, os empresários também ressaltaram a histórica revindicação de duplicação de um trecho de aproximadamente um quilômetro, entre os kms 152 e 153, nas proximidades de acesso ao bairro Planalto, em Caxias. Sobre esse pedido, o DNIT informou haver projeto, porém, também não estimou perspectiva de prazo para execução da obra.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros