Com receita inovadora à base de polenta, merendeira de Bento Gonçalves disputa concurso nacional em Brasília - Geral - Pioneiro

Gastronomia26/10/2017 | 07h15Atualizada em 26/10/2017 | 07h15

Com receita inovadora à base de polenta, merendeira de Bento Gonçalves disputa concurso nacional em Brasília

Denominado de polenteca, prato superou outros dois mil concorrentes em etapas regional e estadual

Com receita inovadora à base de polenta, merendeira de Bento Gonçalves disputa concurso nacional em Brasília FNDE/divulgação
Merendeira da Escola Infantil Feliz da Vida, de Bento Gonçalves, concorre com cozinheiras de todo o país. Foto: FNDE / divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Ao longo de 18 anos de experiência como cozinheira, Daniela Fernanda Felizardo, 42, revela qual o ingrediente mais importante de qualquer receita: o carinho. E essa sabedoria fez com que a merendeira da Escola Infantil Feliz da Vida, de Bento Gonçalves,  ficasse entre as 15 finalistas de todo o país no 2º Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar, promovido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

Leia mais:
Sirva penne ao molho de pera e gorgonzola
Greve do magistério estadual é somente parcial nas escolas da Serra

Natural de São Leopoldo e moradora de Bento há oito anos, ela atua na função há apenas um ano. A participação no evento, no entanto, já a torna modelo para as colegas de profissão. Nesta quarta-feira, em Brasília, Daniela apresentou a cinco jurados a receita que criou especialmente para a competição, e com a qual superou outras 2 mil concorrentes nas etapas regional e estadual: a polenteca.

O prato, segundo ela, consiste em uma panqueca à base de farinha de milho com recheio de carne moída e beterraba, legume que ela faz questão de aproveitar até o talo. 

— Os ingredientes foram baseados nos requisitos da competição, que propõem a utilização de um produto regional característico, neste caso, a farinha de milho, com elementos da agricultura familiar, que eu escolhi a beterraba — explica Daniela.

A merendeira  Daniela Fernanda Felizardo, da Escola Infantil Feliz da Vida, de Bento Gonçalves,ficou entre as 15 finalistas de todo o país no 2º Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar, promovido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).Na foto, o prato dela, a polenteca
Panqueca com base de farinha de milho e recheio de beterraba compõem receita.Foto: FNDE / divulgação

Com a iguaria, a cozinheira espera ser selecionada entre as vencedoras. O resultado será divulgado às 11h desta quinta. Cinco merendeiras receberão como prêmio R$ 6 mil e uma viagem para Punta Cana, no Caribe. Ainda assim, independentemente do resultado, ela celebra o reconhecimento e a experiência que obteve com o envolvimento no concurso.

— A troca de experiências foi incrível. Poder admirar o trabalho de colegas que praticam a função de forma tão dedicada e em condições, às vezes, tão precárias, dá orgulho. Conheci merendeiras que trabalham em cozinhas de chão batido e em barcos, mas que conseguem se destacar justamente porque sabem a importância da nossa profissão — relata.

Ela espera que o reconhecimento possa estimular outras merendeiras a perceberem o valor da função. Para despertar o interesse das colegas que atuam na região, ela afirma que pretende desenvolver, em conjunto com a nutricionista Renata Geremia, da prefeitura de Bento Gonçalves, um projeto voltado especificamente à profissão.

— Acredito que o grande objetivo seja demonstrar que, sejam quais forem dos ingredientes, o principal tempero vem do coração e da dedicação. O maior elogio é ver a satisfação e o prazer no olhar de uma criança ao consumir a refeição que produzimos e que, às vezes, pode ser a única que ela vai comer num dia inteiro —conclui.

Orgulho e inspiração da escola

Merendeira Daniela Fernanda Felizardo com o prato que concorre em competição em Brasília.
Alto astral e amor por profissão chamam a atenção de colegas de Daniela.Foto: Prefeitura de Bento Gonçalves / Banco de imagens

Nunca antes o nome Feliz da Vida resumiu tão bem o sentimento que vivenciam pais, alunos e professores da escola infantil de Bento Gonçalves. O orgulho em ter representada a instituição em uma competição nacional não só se volta à merendeira Daniela Felizardo. Destaca também o projeto desenvolvido na comunidade escolar que incentiva a alimentação saudável e sustentável.

— Desde o início do ano, cultivamos uma horta com nossos alunos e foi da beterraba plantada por eles que serviu de inspiração para a receita. Quem fez a capina do terreno que viabilizou o projeto foram os pais dos estudantes. Então, essa é uma conquista de toda nossa comunidade escolar — destaca a diretora da escolinha, Cristina Buaszczyk.

Ela comenta que resultado positivo imediato do projeto já incentiva o reforço das ações voltadas à conscientização alimentar. Apesar de atender alunos de até cinco anos, ela afirma que a criançada também reconheceu a qualidade do prato criado na escola:

— Nossos alunos e os familiares deles acharam bem saborosa a polenteca. Ela, inclusive, já faz parte do nosso cardápio.

Apesar de Daniela compor o quadro de funcionários da escola há menos de um ano, a diretora já considera uma grande vitória a adição da merendeira à equipe.

— Ela está sempre de bom astral e os ambientes ficam sempre mais animados na presença dela. Agora, além de tudo, essa conquista vai estimular as nossas outras merendeiras, que certamente vão se envolver ainda mais com a criação de pratos para a próxima edição. A Daniela é um exemplo da importância dessa profissão que muitas pessoas subestimam — ressalta Cristina.

Receita
Os ingredientes e o modo de fazer da polenteca serão divulgados após o resultado do concurso. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros