Tertúlia promovida por estudantes deve atrair mais de 3 mil pessoas em Bento Gonçalves - Geral - Pioneiro

Semana Farroupilha15/09/2017 | 10h23Atualizada em 15/09/2017 | 10h37

Tertúlia promovida por estudantes deve atrair mais de 3 mil pessoas em Bento Gonçalves

Evento é promovido pela Escola Mestre Bárbara e ocorre no Ginásio Municipal de Esportes

Tertúlia promovida por estudantes deve atrair mais de 3 mil pessoas em Bento Gonçalves Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Alunos e professores da Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara, em Bento Gonçalves, dão novo significado à expressão Tertúlia, descrita nos dicionários como reunião de parentes e amigos. Por lá, é o combustível para que a rotina diária de aulas seja mais atrativa e interessante, e também uma maneira inédita na Serra Gaúcha de comemorar a Semana Farroupilha dentro de sala de aula. Nesta sexta-feira, a nona edição da Tertúlia do Mestre levará pelo menos 3 mil pessoas ao Ginásio Municipal de Esportes para conferir o resultado de cinco meses de ensaios.

— A Tertúlia começou com uma ideia pequena, em que alunos deveriam mostrar para os colegas trabalhos com o tema Revolução Farroupilha. Isso ainda em sala de aula. Agora, a iniciativa está no calendário oficial do município — comemora a diretora do Mestre, Angelita Castagnara Sutili.

Leia mais
Chuva não desanima gaudérios acampados nos Pavilhões da Festa da Uva
QUIZ: você sabe a letra inteira do "Canto Alegretense"? Complete os versos
Acampamento forma minicidade nos Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias
Caxias já vive clima de Semana Farroupilha; confira a programação completa

A Tertúlia do Mestre é uma maratona de provas com o tema tradicionalismo. É dividida em três etapas: pesquisa histórica, apresentação artística e média de notas da turma. Uma equipe de jurados - que vai do secretário municipal de Cultura até professores universitários - avalia o desempenho em apresentações distintas. A primeira etapa, que envolve pesquisa histórica, aconteceu no mês de agosto. Os 23 grupos tiveram de 12 a 15 minutos para argumentar porque o tema escolhido é importante e qual a ligação dele com a história do Rio Grande do Sul. As notas ainda não foram divulgadas. A segunda - e mais aguardada pelos estudantes - acontece nesta sexta. É quando os 23 temas ganham cor, música e vibração e chegam até o público da arquibancada do Ginásio de Esportes.

— Boa parte das pessoas nem sempre tem a oportunidade na vida de ser aplaudido por 2, 3 mil pessoas. E eles terão isso. Hoje o Mestre não existe mais sem a Tertúlia — explica.

O projeto ganhou tanta importância entre os alunos que a escola recorreu ao desempenho em sala de aula para pontuar. Por isso, o rendimento equivale a 30% da pontuação total. A exigência fez com que alunos criassem grupos de estudos no contraturno. Quem entende mais, ensina o colega.

— Quando vimos, a Tertúlia tomou conta do colégio. Então exigimos o rendimento da turma, e foram criados grupos de estudos. Ficamos muito felizes com o resultado disso porque não adianta vencer o concurso e rodar de ano. Nosso objetivo como escola está sendo alcançado — comemora a diretora.

Alunos cobrem os gastos

O clima de euforia e ansiedade dos jovens que circulam apressados pelos corredores do colégio Mestre Santa Bárbara é somado a um toque de mistério. Isso porque o tema da apresentação de cada aluno já foi definido, mas o que será exibido aos jurados é segredo. Os 580 estudantes fazem questão de não se exibir à turma concorrente antes da hora. Trajes e coreografia são super exclusivos. O tema foi escolhido pelos alunos ainda em maio. Contrataram um coreógrafo, uma costureira e encontraram um espaço para os ensaios - que extrapolam os três ambientes oferecidos pela escola.

— Nós começamos os ensaios ainda antes do período que a escola permite, porque nos encontramos para discutir o assunto fora da sala de aula — revela a aluna Camila Demiquei, 17 anos.

A contratação dos coreógrafos é levada tão a sério que quem banca os custos é a própria turma. A média de valor cobrado por cada profissional é de R$ 1 mil, e o valor é dividido entre os colegas em prestações. As roupas também são bancadas pela turma. Um dos grandes ganhos, segundo a diretora Angelita Castagnara Sutili, é que os pais se tornaram grandes aliados desta construção.

— Neste feriadão da Independência, por exemplo, a escola estava mais cheia que em dia normal. Os pais ajudaram a construir os cenários, assistiram aos ensaios, opinaram. É a comunidade participando — admite a diretora.

Guerra, literatura e muito romance

A descontrução de mitos envolvendo a Revolução Farroupilha é um dos assuntos trabalhados durante a Tertúlia. A ideia não é apontar apenas virtudes e conquistas deste período, mas também mostrar características reais e que podem até ir contra ao que o público apaixonado pela Semana Farroupilha vangloria. Dentre os assuntos estudados e escolhidos pelos alunos estão a Guerra da Cisplatina e as influências de colonizações e culturas de outros países na formação do Estado - como França, Argentina, Itália e Espanha. Das páginas de Érico Veríssimo para o palco da Tertúlia, o terceiro ano 31M optou por contracenar um trecho da obra O Tempo e o Vento. 

— Vamos retratar quando o Capitão Amaral invade o casarão, símbolo da revolta farroupilha. A invasão ao casarão representaria os farroupilhas tentando acabar com este império. Todos os anos eu aprendi um pouco sobre cada assunto — revela a aluna Vitória Fermiano Cristófoli, 17 anos.

Um barco construído de madeira — e que se assemelha ao tamanho real de uma embarcação — é escondido a sete chaves pelos alunos do 3º ano 33M. Um casal de alunos sobe no barco rapidamente, sem esquecer dos passos coreogrados e caprichando na interpretação da história de amor entre Anita e Giuseppe Garibaldi.

— O conhecimento que tínhamos sobre o assunto era pífio, e aprofundamentos com o passar do ano, porque exige uma pesquisa muito aprofundada. A Tertúlia traz o conhecimento para quem tem a ilusão sobre a história do Rio Grande do Sul. Muitos acreditam que os Farroupilhas são idealistas, abolicionistas e republicanos. Mas na verdade, eles também cometiam erros — ensina o aluno Felipe Augusto Pedrotti, 17 anos.

O secretário de Cultura Evandro Soares participou da primeira etapa de avaliação, e conheceu de perto os bastidores do evento. Da competição saudável entre as turmas até o desenvolvimento do lado artístico dos alunos, são ganhos significativos para a formação de novos cidadãos:

— Fiquei impressionado com a dedicação e beleza dos espetáculos. O que me surpreendeu bastante é que estes alunos vivenciam hoje uma época de mais liberdade e, quando encontram um passado de valores mais patriarcais, há coisas que já não são mais aceitas. E isso ficou evidente.

FESTEJOS NA REGIÃO

BENTO GONÇALVES

Pelo menos mil pessoas estão acampadas na ABCTG: Parque Municipal de Rodeios General Bento Gonçalves da Silva. A entrada custa R$ 3 e há praça de alimentação no local.

Hoje:
Tertúlia da Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara. Início às 19h no Ginásio Municipal de Esportes;
Baile com Moises Oliveira e Grupo Vozes no campo da ABCTG. Às 22h.

Sábado
Encontro de Invernadas das Entidades Tradicionalisas na ABCTG. Às 14h.
Campeonato de Bocha Campeira. Às 16h na ABCTG
Baile com Grupo Tropilha Gaviona. Às 23h na ABCTG

Domingo
Torneio de truco na ABCTG. Início às 9h
Futebol de Bombacha na ABCTG. Início às 9h
Mateada e Encontro de Invernadas das entidades tradicionalistas. Às 14h na Rua Coberta, ao lado da Fundação Casa das Artes

FARROUPILHA

A programação em Farroupilha acontece no Largo Carlos Fetter e tem entrada gratuita. São pelo menos 18 CTGs que montam piquetes e comercializam pratos típicos, em valores que partem de R$ 20 a R$ 35.

HOJE
10h: palestra com Pedro Júnior com o tema "linguajar gauchesco em prosa e verso"
14h: resultado e premiação do concurso artístico Farroupilha Bem Gaúcha
18h: Festival Gaúcho de Cinema
20h: apresentação artística com Marcello Caminha e Grupo
21h30min: apresentação artística com grupo Gurizada da Serra

FLORES DA CUNHA

Até o dia 20 de setembro, o Parque da Vindima Eloy Kunz receberá shows e bailes, além do concurso artístico, oficinas culturais, missa crioula, campeonato de bocha campeira e apresentações artísticas. A entrada e o estacionamento são gratuitos. 

Hoje
18h: apresentação com Andreza Polidoro
18h30min: concurso artístico na categoria poesia
20h30min: show com o Grupo Bombacha Preta
22h: baile com o Grupo Luz de Candiero   

SÃO MARCOS

As atividades em homenagem à Semana Farroupilha iniciaram na segunda-feira em São Marcos. Haverá programação até o dia 20, no Parque de Eventos Albino Ruaro e no CTG Porteira da Serra.

Hoje
8h: hasteamento das bandeiras a cargo da Escola Ruy Henrique Nicoletti.
8h30min: painel e Oficina a cargo do CTG Porteira da Serra.
15h: painel e oficina a cargo do CTG Porteira da Serra.
17h: arriamento das bandeiras.
20h: entrega da premiação do Concurso de Vitrines, promovido pela CDL.
20h30min: lançamento do livro Cultura e Tradição Gaúcha do autor João Valdir Lima.

VACARIA

A programação Farroupilha em Vacaria terá diversas atividades voltadas ao nativismo até a próxima semana. Os Centro de Tradições Gaúchas (CTGs) da cidade oferecem atividades durante todo o dia.

Hoje
Local: CTG Porteira do Rio Grande.
8h30min: recepção da chama crioula.
9h: café campeiro.
22h: apresentação da Invernada Juvenil do CTG Querência do Socorro.
22h30min: Tertúlia Baile com animação do Conjunto Essência Gaúcha de Ibiraiaras. Os ingressos custam R$ 10.






 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros