Reintegração de posse retira famílias de área da prefeitura em Bento Gonçalves - Geral - Pioneiro

Remoção21/09/2017 | 13h05Atualizada em 21/09/2017 | 13h51

Reintegração de posse retira famílias de área da prefeitura em Bento Gonçalves

Secretaria de Habitação diz ter feito um levantamento e afirma que todos os moradores da ocupação têm endereço fixo em outros bairros da cidade

Reintegração de posse retira famílias de área da prefeitura em Bento Gonçalves Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Oficiais de Justiça, Brigada Militar e membros da prefeitura de Bento Gonçalves retiraram, na manhã desta quinta-feira, famílias que invadiram uma área verde no bairro Vila Nova III. A ação aconteceu após o Poder Judiciário acatar, ainda em agosto, um pedido de liminar de reintegração de posse solicitado pela prefeitura. A decisão também acolhe o parecer do Ministério Público (MP).  Além disso, de acordo com um levantamento feito pela Secretaria de Habitação, todos os moradores da ocupação têm endereço fixo em outros bairros da cidade e não se enquadravam no caráter de urgência por uma moradia popular.

Leia mais:
Após ocuparem terreno público, famílias de Bento Gonçalves devem ser expulsas nesta semana

Segundo o secretário de Segurança de Bento Gonçalves, Tenente José Paulo Marinho, quando a equipe de remoção chegou ao local apenas duas casas estavam com moradores. As outras sete estavam vazias.

— Isso somente reforça o resultado do levantamento feito logo que as famílias ocuparam o terreno — ressalta ele.

A área que era ocupada pelas nove famílias, que ergueram casebres de madeira às margens da Rua Arlindo Augusto Menegotto há quase dois meses, está reservada para a construção de um loteamento popular. As famílias optaram pelo terreno da prefeitura após tentarem entrar num terreno particular ao lado, que havia sido invadido por dezenas de famílias dias antes. A invasão naquela área privada ainda é discutida na Justiça.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros