Projetos em escolas são aposta para o futuro do tradicionalismo em Caxias - Geral - Pioneiro

Semana Farroupilha20/09/2017 | 08h00Atualizada em 20/09/2017 | 08h00

Projetos em escolas são aposta para o futuro do tradicionalismo em Caxias

Iniciativas tentam aproximar os mais jovens do cavalo, um principais símbolos do Rio Grande do Sul

Projetos em escolas são aposta para o futuro do tradicionalismo em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Uma cavalgada partindo do Monumento ao Imigrante abre o último dia de programação da Semana Farroupilha em Caxias do Sul neste ano. A partir das 8h30 desta quarta-feira (20), cerca de 120 cavaleiros devem percorrer o trajeto até os Pavilhões da Festa da Uva.

Paralelamente ao encerramento dos festejos, escolas e entidades tentam aproximar os mais jovens da tradição, para garantir que a comemoração siga no futuro. Uma destas iniciativas ocorreu na manhã de ontem, quando o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos dos Vinhedos visitou a Escola Estadual de Ensino Fundamental Coronel José Pena de Moraes, no bairro São Pelegrino com o Projeto Cavalo Crioulo nas Escolas.

Leia mais:
Artistas nativistas apostam na união para viver da música
Caxias do Sul terá cavalgada e passeio de pilchas no Vinte de Setembro

Estudantes da instituição puderam conhecer de perto a égua Campana Boina Basca. Conforme Grégor Pinheiro, vice-presidente do Núcleo, iniciativa busca aproximar as crianças de um universo que muitas vezes está fora de suas realidades.

— É um trabalho cultural para mostrar o lado lúdico e social do cavalo, que é um animal muito importante para a história do Rio Grande do Sul e para nossa economia atual — explica.

O cavalo crioulo é originário da região de Portugal e Espanha e chegou ao Brasil por meio dos colonizadores europeus, explicou o diretor Social da entidade, Sebastião Teixeira Corrêa, que ministrou uma aula cultural para os alunos do Pena de Moraes. Hoje, ele estima que existam cerca de seis mil cavalos crioulos em Caxias.

Após a exposição, a estudante do 6º ano Larissa Guerra Frizzo, 11 anos, teve a honra de montar na égua Boina, animal avaliado em cerca de R$ 100 mil. 

— Foi a primeira vez que montei num cavalo, mas gostaria de repetir — declara Larissa.

Para a diretora da escola, Rosana Cesa, a atividade foi uma aula de cidadania.

— É muito proveitoso, abrange todos os componentes curriculares e ainda traz o aprendizado para fora da sala de aula — destaca. 

O Projeto Cavalo Crioulo nas Escolas segue passando por instituições de ensino caxienses até esta sexta-feira (22).

Escolinha realiza Cavalgada infantil

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 19/09/2017 - Escola de Educação Infantil Pintando o Sete promove Cavalgada infantil. Com apoio de três cavalos da Brigada Militar, os pequenos gaúchos e prendas desfilatam com seus cavalos de pau por uma quada da avenida Júlio de Castilhos. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Crianças confeccionaram as montarias a partir de cabos de vassoura e materiais recicláveisFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A Escola Infantil Pintando o Sete, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, foi outra instituição que encontrou uma maneira criativa de destacar a passagem da Semana Farroupilha. Cerca de 60 crianças participaram de um passeio na Avenida Júlio de Castilhos na tarde de ontem, emulando a cavalgada que ocorre hoje.

Conforme Valquiria Viana, pedagoga da escola, os alunos confeccionaram e decoraram seus cavalos a partir de cabos de vassoura e materiais recicláveis.

– Convidamos os pais para participar, porque a gente tem visto que essa geração tem perdido o envolvimento com essa cultura. Como somos seres inseridos num contexto histórico, quanto antes começarmos nos dar conta disso, antes construiremos uma sociedade melhor – destaca. 

A “minicavalgada” contou com o apoio de três soldados montados da Brigada Militar. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros