Professores estaduais da Serra seguem em greve na próxima semana - Geral - Pioneiro

Paralisação22/09/2017 | 19h46Atualizada em 22/09/2017 | 19h46

Professores estaduais da Serra seguem em greve na próxima semana

Adesão à paralisação aumentou após a participação de profissionais de outros municípios

Professores estaduais da Serra seguem em greve na próxima semana Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Mais de 50 escolas da rede estadual de ensino permanecem sem aulas na próxima semana na região da Serra. Nesta sexta-feira, um ato público na praça Dante Alighieri, em Caxias do Sul, reuniu cerca de 200 manifestantes de diversas cidades, inclusive, professores de Porto Alegre. Conforme o coordenador do 1º núcleo do Cpers de Caxias, David Carnizella, a paralisação permanece, ao menos, até a próxima sexta-feira, dia 29, quando ocorre uma assembleia.

Ainda de acordo do Carnizella, desde o começo da greve, que começou após o último parcelamento de salários referente ao mês de agosto, houve um aumento na mobilização. Até a tarde de sexta-feira, 52 escolas estaduais estão em greve na região da Serra, 28 delas paradas totalmente. Em Caxias, seriam 24.

— Professores de Nova Petrópolis, São Marcos, Farroupilha, por exemplo, para as atividades nesta semana. Em Caxias não houve mudança, mas escolas de outras cidades da região aderiram ao protesto e por isso consideramos que houve um aumento na adesão — diz o coordenador.

Leia mais:
Carteiros entram em greve em Caxias do Sul
Trevo da Telasul, em Garibaldi, será entregue no fim deste mês e divide opiniões
Caxias tem taxa de suicídios menor que a média do RS

Já, segundo levantamento da 4ª Coordenadoria Regional de Educação (4ª CRE), são 56 escolas sem aulas na Serra, sendo 17 paralisadas totalmente. Em Caxias, 38 instituições estão em greve total e parcial. Um novo relatório deve ser divulgado na segunda-feira. A diferença na contagem entre 4ªCRE e Cpers se deve ao fato da região em que cada escola se localiza.

— Algumas pertencem ao nosso núcleo, mas não fazem parte da região da 4ª CRE, por isso a diferença — explica Carnizella.

A continuidade da greve depende de informações sobre o pagamentos da próxima folha salarial.  Na próxima quarta-feira, dia 27, um ato conjunto entre os carteiros, que também estão em greve em Caxias, e os professores deve ser realizado em frente ao Monumento ao Imigrante. Os manifestantes pretendem bloquear a BR-116 a partir das 17h. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros