Justiça interdita presídio de Bento Gonçalves - Geral - Pioneiro

Superlotação21/09/2017 | 17h10Atualizada em 21/09/2017 | 17h10

Justiça interdita presídio de Bento Gonçalves

Susepe ainda não definiu para onde levará novos presos

Pioneiro
Pioneiro

A Justiça interditou o Presídio Estadual de Bento Gonçalves devido à superlotação. A exemplo de Caxias do Sul, a Vara de Execuções Criminais (VEC) determinou nesta quinta-feira um número máximo de presos na casa prisional: 192 detentos, o dobro da capacidade original. Até ontem, a cadeia abrigava 268 pessoas. Esta é a terceira casa prisional interditada na Serra em 2017 _ a Penitenciária Estadual do Apanhador não pode receber detentos e o Presídio Regional de Caxias do Sul está parcialmente interditado.

Leia mais
BM apreende mais de um quilo de crack em Gramado
PRF localiza criança desaparecida em Vacaria

 A 7ª Delegacia Penitenciária Regional (7ª DPR) e representantes do jurídico da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) fizeram uma reunião para definir para onde serão levados os presos. Uma decisão só deve ser divulgada nesta sexta-feira. 

A decisão judicial estabeleceu um prazo de cinco dias para que a Susepe transfira os novos presos para outros presídios. A  medida deve evitar que homens e mulheres permaneçam em delegacias, como ocorre na Região Metropolitana. Outras comarcas, no entanto, precisam autorizar o recebimento dos presos de Bento Gonçalves e região.

A CADEIA

Confira a situação atual do presídio de Bento Gonçalves:

- Capacidade de engenharia: 96 vagas

- Limite estabelecido pela Justiça: 192 presos

- Atual população carcerária: 268 presos




 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros