Famílias que abandonaram animais durante mudança para o Rota Nova, em Caxias, devem responder judicialmente - Geral - Pioneiro

Crime13/09/2017 | 09h52Atualizada em 13/09/2017 | 09h53

Famílias que abandonaram animais durante mudança para o Rota Nova, em Caxias, devem responder judicialmente

Até a terça-feira, 48 gatos e cachorros foram deixados para trás nos bairros Cidade Industrial e Santa Fé

Famílias que abandonaram animais durante mudança para o Rota Nova, em Caxias, devem responder judicialmente Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

As famílias transferidas para o condomínio Rota Nova, em Caxias do Sul, abandonaram 48 animais até esta terça-feira. Do total, 26 foram deixados no bairro Cidade Industrial e outros 22 no Santa Fé. São cães e gatos que estão temporariamente abrigados no canil municipal. As informações são da Rádio Gaúcha.

Conforme a diretora do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria de Meio Ambiente, Marcelly Paes Felippi, todos estão chipados. Isso significa que a prefeitura sabe quem são os responsáveis pelos bichos. Ela diz que a informação será encaminhada para o Ministério Público, já que abandono de animal é crime. 

Leia mais:
Loteamento Rota Nova, em Caxias do Sul, recebe primeiros moradores
Famílias contempladas com apartamentos do Rota Nova, em Caxias, já organizam mudança 

O Departamento fez, ao longo de dois meses, um trabalho de orientação com os proprietários do animais. Foram aplicados 205 chips - o número de abandonados representa um quarto desse total. Com o Rota Nova, famílias de baixa renda receberam novas moradias na região do bairro Reolon. Assim, deixaram uma área invadida às marges da Rota do Sol. 

Até esta terça-feira, 363 famílias já foram para o novo condomínio. A mudança começou no último dia 28.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros