Secretaria da Saúde de Caxias projeta movimento menor e menos médicos em nova UPA - Geral - Pioneiro

Saúde30/08/2017 | 13h21Atualizada em 30/08/2017 | 13h21

Secretaria da Saúde de Caxias projeta movimento menor e menos médicos em nova UPA

Capacidade é de atendimento de 350 pacientes por dia 

Secretaria da Saúde de Caxias projeta movimento menor e menos médicos em nova UPA Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O Sindicato dos Médicos apresentou, na terça-feira, questionamentos sobre a operação da UPA da Zona Norte, que tem previsão de abrir no dia 20 de setembro, em Caxias do Sul. Um deles é relativo ao número de médicos contratados. A estimativa do Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que administrará a UPA, é de que serão cerca de 70 profissionais. É um número menor do que o do Postão 24 horas, onde 103 médicos atuam. As informações são da Gaúcha Serra

Leia mais: 
Abertura da UPA de Caxias do Sul pode estar ameaçada
Feira em Caxias do Sul oferece 200 vagas de emprego

A Secretaria da Saúde considera que, embora a UPA seja também um serviço de urgência e emergência, o movimento será menor que o do Postão porque a nova unidade não está no centro da cidade e concentrará, principalmente, o atendimento à população da zona norte. A UPA terá capacidade para até 350 pacientes por dia. São 50 pacientes a menos que a média do Postão 24 horas.

Superlotação

Na terça-feira (29), o Postão teve superlotação. Segundo a Secretaria da Saúde, o motivo foi a necessidade de atendimentos mais complexos ao longo do dia, o que provocou acúmulo de pacientes à noite. Apesar disso, a prefeitura garante que as escalas de médicos estavam completas em todos os turnos na terça. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros