Apartamentos do Rota Nova serão entregues nesta sexta-feira com a presença de autoridades, em Caxias - Geral - Pioneiro

Solenidade25/08/2017 | 06h04Atualizada em 25/08/2017 | 08h16

Apartamentos do Rota Nova serão entregues nesta sexta-feira com a presença de autoridades, em Caxias

Mudança das famílias ocorre a partir da próxima semana de forma gradativa

Apartamentos do Rota Nova serão entregues nesta sexta-feira com a presença de autoridades, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Uma solenidade, a partir das 14h desta sexta-feira, marca a entrega oficial dos 420 apartamentos do conjunto habitacional Rota Nova, em Caxias do Sul. As moradias vão beneficiar, aproximadamente, mil pessoas que residem em áreas de ocupação às margens da Rota do Sol, nos bairros Santa Fé e Cidade Industrial. Para a cerimônia, está confirmada a presença do ministro das Cidades, Bruno Araújo,  e do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, juntamente com o prefeito Daniel Guerra, secretários municipais e demais autoridades. O ato ocorre no próprio residencial, localizado na Estrada Municipal Pedro De David, no Loteamento Mattioda.

Leia mais:
Famílias que vão morar no Rota Nova, em Caxias, assinam contrato
Moradores contemplados com apartamentos do Rota Nova, em Caxias, já organizam mudança
Sonho de famílias que devem morar no loteamento Rota Nova, em Caxias, é novamente adiado

Durante esta semana, equipes da prefeitura, com apoio da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca), trabalharam nos últimos ajustes do loteamento, que possui 21 blocos com 20 apartamentos cada. As famílias que vão residir no local foram beneficiadas pelo programa do governo federal "Minha Casa, Minha Vida", por intermédio da Caixa Econômica Federal. Todo o projeto é orçado em cerca de R$ 50 milhões, com recursos federais e contrapartida da prefeitura, contemplando moradores que se enquadravam nos critérios estabelecidos em edital público.

Equipes da Secretaria de Obras e Serviços Públicos, da Codeca e de outros setores estão envolvidas nos últimos ajustes do loteamento. Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Os moradores serão realocados de forma gradativa: por dia, de 30 a 40 famílias poderão se mudar. Conforme informações da prefeitura, as mudanças das famílias começam a partir de segunda-feira, com auxílio de caminhões para os moradores que solicitaram a ajuda. No momento em que as moradias forem desocupadas, equipes da Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Smosp) farão a demolição das casas. A medida visa evitar novas invasões num terreno que pertence ao Estado e era ocupado ilegalmente.

As famílias terão um mês para ocuparem os apartamentos do Rota Nova. Quem não se mudar dentro desse prazo, perderá o imóvel e, automaticamente, uma das 33 famílias da lista de suplentes será chamada pela Caixa para substituição.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros